sexta-feira, novembro 12, 2010

Viver intensamente e do meu jeitinho

" Quem acendeu a vela do Destino, não contava com a ventania." - já dizia a cantora Ana Carolina;
Sentimentos e felicidade em alta.
Será a primavera, o sol, ou será esta instabilidade meteorológica que atingiu meu coração?
Hoje eu quero falar dele: Coração bate mais forte. É bom quando o coração bate, as mãos perdem a chance de se mostrarem - pois não há bolsos que se encaixem a elas quando eu cruzo com esta pessoa. Faz mais ou menos um mês que fui surpreendida com a vida.
Dizem que o coração é um músculo involuntário que bate por alguém independente da situação e de toda uma dinâmica do momento. Momento de mudanças arquitetônicas no meu trabalho e um colega novo de vizinho. Não estou falando de loteria! Pois tem muito chão ainda(ou não. De repente é passageiro mesmo. Viagem minha de repente). Eu só comemoro, com vocês, este sabor gostoso de levantar todos os dias com vontade de cruzar com aquele homem que intrigou meu olhar. É assim que estou. E como isto faz bem para a alma! Tem gente que me diz: “Nunca mais tinha te visto assim Fabinha”.
E vou confabular com este sábio escritor, Fabrício Carpinejar, que estes tempos tuittou isto:
“A única coisa que as mulheres não perdoam - de jeito nenhum - é a covardia para amar.”.
E aquele olhar eu não consigo esquecer ou mesmo não consigo deixar de procurar para ver...O jeito sério e carrancudo e o mistério. Tudo me atrai. Que viagem isto. Estava tão “fora do ar” que, quando o vi deu uma espécie de “plim”. Tá certo; sou uma eterna adolescente rsrs Isto pode ser, de repente, passageiro em mim. Eu torço que continue a evoluir.
Mas....
“Viver não é coragem; é teimosia”. E eu perdi, por total a capacidade de dar conselhos porque eu só tomo partido de ruborizar e olhar. Cá entre nós, não tem coisa melhor, por exemplo, que o cheirinho de café passado? Acho, inclusive, melhor que tomar o café. E esta linguagem da paquera tem uma sensação tão gostosa. Quase terapia. Mais uma vez reintero, não sei no que vai dar e nem vou criar expectativas com isto. O que eu quero é viver intensamente! E do meu jeitinho.
Uhuuuu

Nenhum comentário: