terça-feira, maio 22, 2007

O retorno para o meu lar














MÃE VERA! O que dizer?
Não sei nem se existem palavras.
Tua força e ajuda, junto com o pai, foram surreais e essenciais para o meu bem-estar de saúde física e espiritual. A mão estendida, num momento importante, numa situação de desgaste emocional forte, também me ajudaram a entender, mais ainda a vida!
O que dizer?
Obrigada?
Muito obrigada?
É pouco mãe e pai.
Eu e o João Vicente só temos a agradece, à Deus, a benção de tê-los em nossas vidas!
Foram 38 dias de labuta incansável para a minha recuperação da pré-eclâmpsia e pós-parto! Foram noites acordadas, junto com a Pati, para me manter, com fé, que eu iria conseguir. Que eu venceria meu cansaço. E que cansaço!!! Ser mãe é tuuudo!
Diego, Ivana, vó Iolanda, Mateus e até o Max deram todas as ferramentas de fé, amor e força para mim e para o meu filho!
Nosso João Vicente, né mãe? Né minha família!
É... O JOÃO VICENTE É NOSSO!
E, por ser nosso, que venho aqui dizer o quanto eu amo vocês.
Vou ficar horas dizendo.
Não pense que, o meu retorno à minha casa, foi precipitado.
Era(e é) a hora mãezinha!
Passei por tantas dificuldades na vida, dores...dissabores... que agora, só quero fazer esta gincana de DONA DE CASA, TRABALHADORA E MÃE com o meu filho.
SABER SER MÃE PARA ELE NESTA VIDA, sabe?
Tu criastes nós três praticamente sozinha nuna casa enquanto o pai trabalhava!!!
E fostes uma heroínaaa, mãe!
Chegou a MINHA VEZ!!!!
Como diz o samba: “O show TEM QUE continuar”!
Vou continuar minha história mãezinha, na minha casa que tanto sonhei.
Agora sou PLENAMENTE feliz pois tenho um filho que é uma benção e tenho vocês que são a minha BASE como ser humano enfim, como cidadã!
Eu não sei como agradecer...
Ficam aqui, estas simples palavras!
VOCÊS SÃO A MELHOR FAMÍLIA DO MUNDO!
Só que agora chegou a minha hora de tocar a vida, por coisas básicas, né?
AMO VOCÊS DEMAISSSS! DA FILHA, NETA, IRMÃ, TIA E CUNHADA
FABIANA E DO NETO, BISNETO, SOBRINHO E PRIMO, JOÃO VICENTE!
VALEU POR TUDO!

Homenagem à minha mãe!



Meu primeiro grito de vida foi recebido com surpresa de seu irmão Gildo: “rá! É a boca da Vera!” Assim eu vim ao mundo, fruto de uma história de amor entre um catarinense e uma gaúcha! Dalton e Vera! Meus pais amados, razão de todas as minhas forças nos momentos mais felizes e, também, os mais difíceis de minha vida. Tivemos conflitos de ideais. Sempre fui de revolutear entre seus filhos. Diferente? Não sei... Sei que os pais criam seus filhos para o mundo, mas minha mãe, leonina de 1°Grau em seu decanato, custou a entender este ditado. Seus filhos foram criados para ela. E quando um voou; seu coração apertou. Para ela, a dor, os conflitos e os problemas só poderiam ser sorvidos por ela. E eu insisti, ergui bandeira que precisava verbalizar a vida, mesmo que esta pudesse me dar desgostos.
E entre alguns capítulos, onde achamos que tudo ruiu, tudo se foi, onde beijar a lona e jogar a toalha foi pouco, minha mãe estava 24 horas presente para me fortalecer. Escondendo a sua dor para não me fragilizar mais. Cada qual com seu destino, né mãe? Eu tive o meu. Tantas inseguranças no cominuir de minhas derrotas e, você estava presente em todas para me reerguer! Leonina de mão cheia! Urra, o que puder para proteger seus filhos! Te amo, com todas as forças deste mundo! Tua filha Fabiana!

domingo, maio 20, 2007

Mãezinha





























" Mãe: Palavra pequena, mas com um significado infinito, pois quer dizer amor, dedicação, renúncia a si própria, força e sabedoria. "
Eu que ando sem tempo! Só quero curtir e curtir o meu filho. Eu, me entendend nesta nova vida, prometo escrever... ando fazendo outros textos...pedidos de amigos e família. Mas quero dedicar, ainda, ao meu filho! beijo a todos!
Fabi







segunda-feira, maio 14, 2007

Em breve




Em breve falarei da estréia do João Vicente no dia-a-dia da família!


Agora, um pouco deste olhar carente que dá vontade de apertar, apertar e apertar!


segunda-feira, maio 07, 2007

O jogo

O amor é o único jogo no qual dois podem jogar e ambos ganharem.(Erma Freesman)

domingo, maio 06, 2007

Nascimento





































As imagens falam por si! foi a festa depois de uma semana conturbada devido a minha pré-eclâmpsia! Graças a Deus correu tudo bem! Nasceu em dia de São Jorge meu santo que sou devota. Aliás, nos posts do mês de abril do ano de 2006, de meu blog, apresento dois comentários a este Santo guerreiro! Se quiserem ler...tá lá... mal eu sabia... aliás, minha vida mudou sempre nesta data a partir de 2005. Não sei o porquê...mas que existem mistérios que a nossa vã filosofia não alcança, Ah! existe sim!!!

Bom, fica aqui o fragmento da emoção de ter um filho. o primeiro olhar que tive com meu filho, logo ao nascer, não pode ser registrado porque a própria fotógrafa que registrou o nascimento(que é a minha prima Gisele- grande prima retribuindo idos de fotos in familia), carregava o João Vicente para eu conhecer. Mas este momento faço questão de escrever o que significou para mim. Minha vida mudou pra melhor! Isto é fato!
Curtam as fotos! A galera aí é a que ficou esperando na torcida de dar tudo certo! tinha mais gente, cadê meu pai? Ele só falava: "- puxou aos Fernandes! Puxou aos Fernandes!"

Transformação, só isto que sei explicar em uma única palavra...