quarta-feira, dezembro 26, 2007

Que venha 2008







Quando caminhava em passos desajeitados, com tantos caninhos de soro e assemelhados para aquela sala fria e iluminada, meus pensamentos pareciam que trabalhavam, de certa forma, com interferência e pausas seguidas de flashs. Eram as imagens que corriam estranhamente em meus olhos. De forma gradual, travada do verbo devido a emoção, colhia as informações ditadas a mim por um grupo de homens e mulheres trajados da cor azul. Um a um se apresentava a mim explicando as suas funções e me abrandando com palavras de conforto e força. Estava frente a frente com aqueles seres de toucas, luvas, máscaras e sentindo, ao mesmo tempo, o gélido do ambiente. Algo especial estava para mudar a minha vida. Não ensaiei porém, me conduzia de forma enigmática à maca, movendo meu corpo orientado e hipnotizado pelas vozes dos que me rodeavam. Refletores, aparelhos de tudo que é tipo e um “buffet” de instrumentos cirúrgicos.
Era a hora; era o grande dia de conhecer o MEU FILHO JOÃO VICENTE.
Perdi a noção do tempo, o raciocínio de contabilizar os minutos que corriam num relógio bem próximo de mim. Uma das mulheres mascarada, num certo momento, falou:
“- Vou ajudar o Norberto! O João Vicente ta chegando. Ta encolhidinho feito uma conchinha de mar, mas ta chegando MÃEZINHA!”
Minhas pálpebras apenas concordaram os rituais de todas aquelas informações. Me sentia tranqüila, meio sonolenta, talvez devido a medicação e anestesia. Minutos depois, mais uma notícia:
“ – E ele é pequeno Fabiana!”
Absorvida a frase, meus olhos percorriam no imaginário do que tinha ouvido: “... e ele é pequeno”...
Em seguida, naquele silêncio, o primeiro som.
Era o primeiro choro que ouvia de meu filho.
Engraçado, eu sabia que não estava numa praia em plena virada de ano. No entanto, o Revellion-2007 iniciava naquela sala iluminada; naquela noite. A sensação de fogos de artifício, luzes, respirar o ar mais puro e, ter a certeza de que a presença de Deus estava ali, do meu lado, era algo surreal. A emoção é, sinceramente, indescritível.
Veio a tão sonhada apresentação de meu filho. Já de rosto virado para o lado direito, ansiava em vê-lo! Chegou, nos braços de minha prima Gisele, com 45cm e 2285kg, um pacotinho de Deus, nascido às 20h e 49min, do dia 23 de Abril de 2007. Dia de São Jorge, seu eterno protetor e guerreiro. Seus olhos já eram serenos e de uma observação ímpar em desbravar seu novo mundo. Foram segundos que ficamos estaqueados, nos olhando, que duram(e durarão) até hoje, na memória de meu coração. Foi a presença espiritual e carnal, o elo de Deus, o carma de mais um vida, o fruto de um verdadeiro amor, enfim, tudo isto e muito mais, se resumia naquele momento. Olhar para aqueles olhinhos de jabuticaba abertos, atentos e angelicais. Mãe e filho quer melhor presente para mim em 2007? Depois de tantas pedras em meu caminho encontrei o melhor da vida!
Me despeço de 2007 colhendo e sorvendo o mais especial deste dia que marcou a minha vida para sempre.
Hoje sei que o caminho foi designado, que aventuras inúmeras terei no trilhar de meu filho. Só peço a Deus a benção e a proteção.
Agradeço a todos amigos, colegas de trabalho, vizinhos e até aqueles estranhos que, sorrateiramente, me deram a força e a fé, em gestos, palavras e sinais. À minha família, que abraçou, sem pestanejar minhas derrotas, inseguranças e angústias. Nas empreitadas que trilhei, a todos estes, que convivem e conviveram comigo, o carinho e alegria que me deram nos momentos que mais precisei e que alegraram mais ainda este ano poderoso que foi 2007.
Que venha 2008 PARA TODOS NÓS, ABENÇOADO POR DEUS!
Com carinho, Fabiana e João Vicente!

quinta-feira, dezembro 13, 2007

Chegada da mana



















Foi forte a euforia de rever minha irmã Patricia. Mesmo sob o forte calor que anda baforando em Porto Alegre não hesitei em acompanhar, meus pais e Mateus, de vê-la chegar no aeroporto! Acabou virando festa pois o João Vicente tá uma parada. Dá gritinhos, levanta os bracinhos, sorri por nada e olha...com um olhar que não existe dicionário que traduza! Ele encanta mesmo. Era inexplicável a saudade de minha irmã. Sei lá...foi fazer a vida dela em SP mas eu custo a entender isto. Queria ganhar na mega-sena e alojar ela e meu cunhado em terras portoalegrenses. Enquanto este sonho não se realiza temos que sorver o melhor de sua presença na capital. E tem sido assim, passeios, conversas... dormir na mãe... mais passeios e conversas! Ainda mais eu de férias!
Rever a minha irmã condiz, mais ou menos neste sentido: No percurso de meu destino perdi e me decepcionei com alguns valores mas, redescobri outros mais profundos que me deram o sentido básico da vida que é o trabalho, o amor e, principalmente a família. Neste meu momento, eles apresentam novas possibilidades de sentido mais espiritual. O batizado do meu filho tá a beira de se concretizar. E mais uma vez, o colo de minha família abrandou minhas derrotas e tropeços. A família do papai vai estar lá, junto com a Graça de Deus! e, mais uma vez vou erguer sorrir de felicidade pelo meu filho!!!
*** As fotos aí são a chegada da PAti no aeroporto no dia 8/12! Foi uma folia!

segunda-feira, dezembro 10, 2007

Elo maternal



"Permanecer na mãe. A ciência descobre, assim, que, nos nove meses laboriosos em que se fabrica um ser humano, existe ao mesmo tempo uma silenciosa troca. Nesse sentido não só a mãe permanece no filho, mas também o filho deixa traços dele na mãe.Mesmo estando longe do filho, a mãe não o esquece; ela permanece mãe para sempre. E as mães sempre souberam disso. Não era necessário encontrar aquelas 61 células de sangue fetal por milhão de células da mãe para se ter a certeza disso. Mas o fato é que aquele cacho de células, um cacho por filho (inclusive por cada filho morto antes de nascer, explicam os estudiosos) está lá, como um timbre no sangue.
Mas, para a ciência, o que é o amor? Dicionários de diferentes disciplinas concordam que o amor é o motor da vida. O amor dá o sentido, a direção, a lógica, a vida e o nutrimento indispensável para a existência. Uma vez que fazemos a experiência do amor, ele penetra no nosso íntimo de maneira incancelável e nos envolve para sempre.
Então é fundamental que a criança faça a experiência do amor? Isso mesmo. A proteção materna e paterna faz com que o filho experimente o amor. Isso se verifica por meio dos sentidos do corpo, das emoções e também dos aspectos relacionais e sociais (veja quadro). A criança que recebe o amor dos pais torna-se capaz de viver outras relações de amor, fraternas e amigáveis. De fato, o amor faz com que a criança se reconheça como indivíduo que está em relação com o pai ou a mãe e, por sua vez, entre em relação com o mundo. Muitos estudiosos (como Winnicot, Klein, Erikson, Dolto e Bruner) confirmam que o húmus familiar e social, a qualidade e a quantidade de tramas relacionais, influem de modo essencial na realização da criança como pessoa.
O amor é…
O amor é quando você sai para comer e dá um pacote de batatinhas fritas a alguém, sem querer que ele dê algo a você. (Menino de 6 anos)

Quando vovó tinha artrite e não podia colocar o esmalte, vovô fazia isso por ela, mesmo se também ele tinha artrite. Isso é o amor. (Menina de 8 anos)

O amor é quando uma moça coloca o perfume e o rapaz coloca o loção pós-barba, depois saem juntos para se cheirarem. (Menina de 5 anos)

O amor é a primeira coisa que se sente antes que chegue a maldade. (Menino de 5 anos)

O amor é quando alguém lhe machuca e você fica com raiva, mas não grita para não fazer o outro chorar. (Menina de 5 anos)

O amor é aquilo que nos faz sorrir quando estamos cansados. (Menino de 4 anos)

O amor é quando mamãe faz o café para papai e experimenta antes, para ter a certeza de que está bom. (Menino de 6 anos)

O amor é quando mamãe dá a papai a melhor parte do frango. (Menino de 4 anos)

O amor é quando o meu cachorro lambe o meu rosto, mesmo se eu deixei ele o dia inteiro sozinho. (Menina de 4 anos)

Não se deve nunca dizer eu lhe amo se não for verdade. Mas se é verdade, tem que dizer muitas vezes porque as pessoas esquecem. (Menina de 8 anos)"
Tá aí! Amor verdadeiro dos pais para ele! João Vicente! Te amooo!

domingo, novembro 25, 2007

Mana



Primeiro aniversário de minha irmã, longe de casa. A moça despertou! Foi morar com seu amor, ter a sua vida agarrando-se nos seus sonhos! Tá lá em Campinas. E os Carvalhos lamentando a sua ausência.

Era a hora e ponto!

Tá feliz é o que importa.

O que queremos é que ela e o meu cunhado Beto, venham morar aqui nos arredores gaúchos. Estamos na torcida. E eu continuo na fé de apostar em Megasena... Quina - ACUMULOU.

Pati! Hoje é o seu dia! Feliz Aniversário! Te amo muito!

Saudades...

Fabi

Niver em família







Sexta-feira boa. Correria gostava. Estava cansada, sabia que o dia seria assim, a noite mais ainda! Aniversário do meu sobrinho Mateus e não poderia deixar de estar presente! Festinha, familiares, bolinho e salgadinhos! João Vicente adora uma festa em família. Em seguida, ir pra casa! Tínhamos visita do papai! Lá, recebemos Xexéu e Janaína também! Foi legal! Ri a toa e o papis disse, no dia seguinte que falei inglês. Tu vê, né? Fazia tanto tempo...rsrs
João dormiu...acordou e, quando despertou e deu de cara com o papai e as visitas não pestanejou em dar gargalhadas. Parecido com a mamãe ele! Adora rir!
Vou deixar aqui, uma homenagem ao meu pequeno JV, que também, nesta sexta, completou sete meses e para o Mateus, o primo adorado que fez oito aninhos! Olha a dupla do futuro para baladas e futebol! Nossa... e eu vou estar no lexotan... credo...
PS: gostei destas fotos, apesar de terem sido de celular e tremidas, mas registram a alegria contagiante destes primos!
AMO VOCÊS!

Backyardigans




Meu pequeno João Vicente, que completou sete meses nesta sexta-feira(23/11), já tem um desenho predileto! Ele gosta dos Bachyardigans! Quando a musiquinha toca seus olhinhos ficam atentos, a boquinha fica semi-aberta e não tem mãe, pai, vô ou avó que o distraia quando dá este desenho animado. São estranhos os bonecos. No meu tempo era tudo mais engraçadinho - minha opinião, né? Neste Discovery Kids existem outros desenhos. O "Charlie e Lola" é sem graça. Um detalhe que reconheço, neste desenho, são os dotes musicais dos personagens!
A trupe dos bichinhos são: Pablo (o pinguim azul). Este aí, tem ares de aquariano. Tem uma criatividade ímpar e também é muito impetuoso. O Tyrone (o alce laranja) tem alguma lua ou sol em Virgem; é descontraído e irônico. A Uniqua (a formiguinha cor-de-rosa), graciosa, valente e atenciosa típico de arianos. Já a Tasha (a hipopótamo amarela) é vaidosa como uma leonina, quer sempre ser a líder do grupo. E o Austin (o cangurú roxo) só pode ser Peixes...tímido, doce e sincero...
Moram na mesma rua e brincam no mesmo quintal. Neste espaço, através da imaginação, criam histórias criativas cheias de aventuras e perigos. Sempre tem musica e dança! Fica encantador de assistir(olha eu que odiava desenhos...). A música é ferramenta coringa neste seriado. Tocam de tudo. Há desde jazz passando por rock e samba até reggae. Acho que por isto que o João Vicente tanto gosta...
Eles se divertem com seu mundo da imaginação e sempre tem 'um moral da história". Já to ficando craque! João Vicente baba por eles. Curte a música e me comove vendo este anjinho ficar tão atento tão cedo... Desde os 3 meses ele já se antenava nos desenhos! Mas Os Backyardigans já o encantava...
Tá aí a minha homenagem a estes bonequinhos, que não acho bonitos, mas tenho que reverenciar... que são uma graça de assistir!
Ai Fabiana....como tu mudou...

terça-feira, novembro 20, 2007

Tudo

A VERTENTE DE TUDO. FAMÍLIA...

"Semeia um pensamento e colherás um desejo; semeia um desejo e colherás a ação; semeia a ação e colherás um hábito; semeia o hábito e colherás o caráter".

(Tihamer Toth)

Cadeado

Uma idéia boa! Colocar, bloquear com um ícone de um cadeado as fotos e vídeos, como também, testemunhos do orkut para terceiros. Fica bloqueado ter acesso as fotos quem não pertence ao teu grupo de amigos. Ultimamente só dava os anônimos-fakes do Orkut! Buuuu pra espionagem!
Parabéns

Fraude leitosa


Olha, eu iria falar sobre esta piada do ano que é o leite adulterado. E fui lendo, as críticas, magníficas do Paulo Sant’Ana que vem há tempos publicando. Todas mega engraçadas. Vou postar um, dos três textos dele, na íntegra. O resto vou colocar somente trechos. Acessem o blog dele no site da Zero Hora(www.zh.com.br). São pensamentos que tem o seu lado cômico desta leitosa fraude . Bom, to rindo a beça. Aliás, acho que só o Brasileiro consegue rir da própria tragédia. Primeiramente o na íntegra. Depois os trechos das outras duas publicações de Paulo Sant'Ana.


Leite curta vida

Diante dos últimos fatos, vai sofrer grandes modificações a industrialização do leite longa vida. Com a consagração da soda cáustica e da água oxigenada como conservantes do leite longa vida, a primeira mudança será nos nomes do leite: Sodalat e Oxilat. Toda caixa de leite deverá ter bem visível as advertências: "Beba com moderação!" e "Se beber, não dirija".
Parece que a atual indústria do leite longa vida não cogitou de que, ao alongar a vida do leite, estava encurtando a vida dos consumidores. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária terá de ser rigorosa na análise de qualidade da soda cáustica e da água oxigenada. Só o que faltava era acrescentarem soda cáustica e água oxigenada de péssima qualidade ao leite que bebemos. Exigimos soda cáustica e água oxigenada genuínas na mistura com o leite. De quem é, por sinal, a atribuição de analisar a pureza da água oxigenada e da soda cáustica que são adicionadas ao leite? Não estará havendo mistura na mistura? Se a soda cáustica e a água oxigenada têm a propriedade de dar mais longa vida ao leite, não seria o caso de a ciência investigar se, alimentando-se as mães lactantes com água oxigenada e soda cáustica, prolongar-se-ia sua lactância, para gáudio de seus bebês lactentes?.A suprema vitória da indústria do leite longa vida: é quase certo que, com o reforço da soda cáustica e da água oxigenada, o leite longa vida venha a ter uma vida mais longa que a do consumidor. De todo esse drama do leite, sobrou-me a seguinte decisão: quanto mais curta for a vida de um leite, mais confiável ele para mim será.Se lançarem no mercado, me tornarei cliente ferrenho do leite curta vida. Tenho até um slogan para ele:
"Curta a vida com o leite curta vida".
Eu já tinha de ter desconfiado da qualidade do leite longa vida. Longa vida quem tem são os velhos. E é lógico que todo leite longa vida é velho. E que a vida do leite longa vida é artificial.
E agora já vão para duas as descobertas de jazidas de caixas de leite enterradas no município de Fazenda Vila Nova (RS). Estão enterrando o leite longa vida em caixas. Estão escondendo a sujeira debaixo do tapete. Onde é que estamos metidos? Mas tenhamos a consciência inflexível de que se trata de um esquema, crê-se que nacional, da adulteração do leite. Há pelo menos um ano o leite vem sendo adulterado, revelou o Fantástico ontem. Mas pode ter sido há mais de um ano. E também ficou esclarecido que as cooperativas acusadas compravam leite azedo e usavam a soda cáustica e a água oxigenada para "regenerá-lo". E o lucro com a mistura de soda cáustica, água oxigenada e soro ao leite era da ordem de 10%. Ou seja, o objetivo principal não era dar vida mais longa ao leite, mas "espichar" o leite em volume. Um crime. Contra a saúde pública e contra a vida.”

xxx

Título:

"A tragicomédia do leite

E aí vem agora o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes (PMDB), insistir para que os brasileiros bebam leite...
Não bebo. Não bebo leite enquanto ele for o ministro. Pela simples razão de que ele(o Ministro) não sabia nada do que estava acontecendo com o leite, foi a Polícia Federal - e não o ministério dele - que descobriu soda cáustica e água oxigenada misturadas no leite.... duvido que ele beba.... O Ministério da Agricultura está agindo a reboque da Polícia Federal, é uma vergonha....
Polícia Federal está montando um laboratório de análise de leites. Mas onde está o Ministério da Agricultura? Onde está o Ministério da Saúde?... a imprensa gaúcha resolveu ouvir sobre a crise o representante do varejo, no caso o presidente da Associação Gaúcha de Supermercados, Antônio Cesa Longo. Ou seja, botaram pra falar sobre o leite longa vida um cidadão chamado Longo. Só pode ser gozação. Tanto que o motorista de táxi que me trouxe ontem disse que mora na Rua "Sarnento" Leite.”
xxx
Outro post de Sant’Ana! O cara é dez! Desculpe os que lêem este blog. Já notaram que sou “fânzaça” de Paulo Sant’Ana. Como aqui é o meu blog mesmo! Aqui faço que mais gosto: Escrever o que sinto de bom e o que me revolta ou angustia no destino. E, também, curto publicar o que me comove ou faz rir de textos de amigos meus, poemas e estas deste jornalista genial! Mais uma deste excêntrico, doce-rabujento e de uma delicadeza ímpar em enxergar o dia-a-dia da vida fazendo seus leitores rirem das tragédias sócio-econômicas do país! Vão aí mais!

Título:

"Veneno no leite

A notícia é simplesmente aterradora: a Cooperativa Coopervale, no Triângulo Mineiro, adicionava ao leite longa vida (em caixinha) uma mistura de soda cáustica, água oxigenada, ácido cítrico, citrato de sódio, sal e açúcar. A finalidade desse verdadeiro coquetel tóxico adicionado ao leite longa vida era a de aumentar-lhe o prazo de validade....
Calculem que a soda cáustica e a água oxigenada, além das outras drogas adicionadas ao leite, podem causar esofagite, gastrite por inflamação das mucosas do esôfago e do estômago, danificação da membrana das células do estômago, causando úlcera e erosão, danificação da mucosa intestinal, causando até perfurações....
E eu inocentemente bebendo leite na convicção de que ele viesse só da vaca!
Quero acrescentar ainda que, mesmo quando não mudo de marca, noto mudança na textura, no sabor e no odor do leite.
Mas como é que eu, ignorante total sobre técnicas de leite industrializado, vou saber se tem soda cáustica ou água oxigenada no leite que vou beber?
Como é que vou saber?
E ainda mais confuso fiquei quando li o conselho dado pela titular da Gerência de Vigilância Sanitária de Alimentos do Estado de Minas Gerais, Cláudia Parma:
"Os consumidores não devem ferver o leite na tentativa de diluir os compostos químicos. Ferver o leite só vai diminuir as vitaminas".
Como é que é?
Quer dizer então que, se eu adquirir um leite que presumivelmente contenha soda cáustica e água oxigenada, devo bebê-lo sem fervura, assim serei alimentado?
Mas e os venenos?
Acho que a gerente da Vigilância Sanitária mineira quis se referir a leite que não contenha soda cáustica e água oxigenada. Agora é que entendi por que, quando eu era criança, minha tia Manoelita mandava eu embeber qualquer ferimento na pele com leite, tinha água oxigenada. E ela, também, agora que me lembro, lavava a pia com leite, por causa da soda cáustica. Mesmo assim, ignorante que sou, não sabia que leite fervido não tem vitaminas. Bebo leite há 60 anos achando que é um poderoso alimento. E bebo com café, ambos fervidos. Eu sou um idiota...”
XXX
Magnífico. Não sei de onde ele tirou idéias tão engraçadas! Tem gente que achava que ressaca era da cerveja...que nada...
Este é o nosso país... nossos ministros... de uma vez por todas... o Brasil é uma cilada!

segunda-feira, novembro 19, 2007

" O ATAQUE MIRIM."


" O ATAQUE MIRIM"

Certo dia recebo a indicação de ver, pirata mesmo, o filme “Tropa de Elite”.
Perguntei ao Ale:
“- É violento? Se for eu não vou ver...
Complacente respondeu:
“ Capaz... bem bom...aham... coisa boa o filme...”
Então, início da noite, João Vicente dormindo aciono o play do filme - Pirata, né? Aquela coisa! Sabe coisa? Coisa errada...anfã...
Em péssima qualidade, duvidoso em tempo total de filme(acho que ta reduzido – só indo aos cinemas comprovar) e muita, mas muuuita violência urbana entro em parafuso. Pelo menos pra mim, né?
Era um tal de, no volume médio pra baixo de minha tevê:
“- cala boca!”
” - Fanfarrão! ”
” - Maribondo!”
” - Filho da puta! ”
” - Caralho”,
” - Pau no cú! ”
” - Vai morrer se viado!”
As qualidades verbais eram faraônicas em criatividade. Fui, portanto, progressivamente me encolhendo, encolhendo...olhando pros lados, espiando de canto pra porta do apartamento para ver se algum vizinho iria interromper “A Briga”, em meu apartamento! Cheguei a esperar um interfone do porteiro solicitando alguma ajuda! Bronca de síndico...ihhh parecia que aquele submundo de favela tava dentro da minha casa. Ainda com Home Theater... salientou mais ainda a ludibriada sonora. Estava acanhada com ‘o nível’ da Tropa. Tratei logo de baixar o volume!
“-O que os vizinhos vão falar?”, pensei.
E os tapas na cara?
Cênicos?
Que nada!
Real pra dedéu! No meu rosto doeria pelo menos rsrs
O Bope do Rio de Janeiro contesta tamanha veracidade que o filme retrata. Pra eles é exagero. Isto que eles querem fazer uma tropa feminina! Como diz a minha colega, Tropa de Celulite!
Imagine a mulherada fazendo o curso? E os ‘carinhos verbais?”
“- PUTAAAA!”
“ – VAGABUNDAAAAA”
“ – ANTAAAAA!”
Só os amores... Céus...
Este filme retrata um mundo surreal oriundo da crônica diferença sócio-econômica do país. Exemplos não faltam: Uns de carro blindados e rolex no bolso; e outros de farpas no chão, pedindo moedas nas esquinas. A diferença social é tão grande que disseminou uma praga na comunidade brasileira, neste caso, a carioca, que o tráfico domina, manda e cresce exarcebadamente para um mundo sem leis. Uma overdose de caciques! Uns de fardas outros de trapos.
Olha, o filme me impressionou! Gostei.
Mas o mais hilário desta história e o que mais me surpreendeu é que, todo o dia, chego do trabalho e sou colocada de ‘mãos aos altos” por uma tropa mirin do meu condomínio. Se escondem entre os carros no estacionamento e escadarias dos prédios. Do nada, surgem dos elevadores, cantos e curvas de paredes. Enfim, nos quatro costados do condomínio munidos de armas de todos os tipos. São elas:
“aqua-arma”, “cabo de vassoura”, “espada do He-man, Giraia e o escambau”, “arma de 1,99” e assemelhados. Todas para proteger-se dos seus respectivos personagens.
Eu só escuto:
“ – To falando contigo ZERO DOOOOISS!”
“ – EU VOU SUBIR ZERO UMMM!”
“ – CAPITÃO NASCIMENTO! EU VOU INVADIIIRRR!”
“ – SEGURA ZERO MEIAAA!”
Ufa! É um tal de Baiano pra lá, Neto pra cá e Matias pra todos os lados!”
Todos, em idades que não ultrapassam os 10 anos! Sim DEZ ANOS DE IDADE!
Moleques correndo pelo condomínio vivenciando e encenando o filme, TROPA DE ELITE!
Eu já saio do carro me rebaixando toda! Piso no hall de entrada espiada com um suposto ataque. Entro, olho para os lados e corro. As vezes não adianta... Eu e o João Vicente sempre somos abordados com uma arma à nossa frente!
E um grita:
“ – SEGUE EM FRENTE ZERO DOIS! NADA DE RISCOS. É FAMÍLIA”
O João Vicente não entende nada. Sai olhando pra tudo que é canto para saber onde se esconderam os bacuris do nosso prédio... Ele adora seres pequenos!
Crianças... se eu me impressionei com o filme ...
Imagina eles...

sábado, novembro 17, 2007

O MALA




Em todos os grupos ou tribos sempre há o mala da história! Tem "O Mala" da família, "O Mala" do samba, "O Mala" do trabalho e agora, tenho me irritado(to me sentindo Fernanda Yang), "O Mala" de todos os tempos. E ainda é perigoso!

Falo do "O Mala" HUGO CHAVEZ!

Um cara perigoso, chato, insolente. No começo assistia suas notícias de "rabo de olho". Meio desconfiada, meio pateta no quesito sócio-econômico de um país e, também, insegura por conhecimentos parcos da história do mundo.

O que não há dúvida que, além de ser "O Mala" do momento, Hugo Chaves tem se tornado um "DITADOR METROSSEXUAL".

SIM... Um cara que manda e ameaça. Fechou um canal de televisão oposicionista e o substitui por um canal que promove o socialismo e seu próprio governo. Tudo bem. Até hoje há contradições sobre a nada imparcialidade deste veículo televisivo, a RCTV. Teve participação no golpe militar e envolveu conflitos até hoje contraditórios. A RCTV omitiu e mentiu durante o golpe de 2002, afirmando que Chávez havia renunciado. E o pior... gerou mortes de manifestantes.

Mas tem muita coisa errada por aí...

E ainda se diz SOCIALISTA????

Chaves é ditador...

E agora quer criar uma usina nuclear.... SANTO CRISTO...

CARACAAAAAASSSSSSSSS!!!!!!!

Aliás, Caracas é a capital da Venezuela.

A Venezuela tem a fama das mulheres mais bonitas do mundo. Coitadas... pelo stress deste xarope presidente elas devem estar recorrendo a bisturis e botox! As maledicências deste homem são nocivas.

Brincadeirinha à parte, falando da mulherada de lá, venho, através deste blog, expor o meu repúdio a qualquer autoritarismo.

Que nojo deste cara.

Em convenções ele não dá a voz para outros presidentes ou chefes de Estado. O cara engole o microfone e não larga! Que isto?

O primeiro ministro da espanha mandou ele calar a boca(com toda a razão) e ele já faz ameaça - se já não cortou - relações comerciais com a Espanha!

Despeitado... só pode!

Sei lá...ando enojada de malas...

Dê respeito, ouça seus aliados e opositores... o que Chavez faz é tudo menos isto. Um ditador.

Ainda quer ser perpétuo no seu cargo de chefe de Estado... Meu Deus.,..

sexta-feira, novembro 16, 2007

Tá reclamando? Quero ser que nem esta vovó!

Publicado hoje no site do Terra, Folha de São Paulo, Zero Hora....

Boa, muito boa!
Blogueira aos 95 anos! Lição de vida para este mundo loucamente doido da internet!

"Espanhola de 95 anos ganhou fama por manter um diário na Internet. Ela é tida como a blogueira mais velha do mundo. Aos 95 anos e com admiradores no mundo inteiro, o que ajudou a contabilizar 340 mil visitas em seu blog, a espanhola María Amelia López atingiu o status com o qual milhões de cronistas de Internet mais jovens do que ela podem apenas sonhar.

María Amelia, que foi apresentada ao mundo dos blogs por um de seus netos há apenas oito meses, tornou-se sucesso mundial.
Seu blog recebe comentários em línguas como o russo, o japonês e o árabe - para ela, estranhas e impossíveis de entender:

"- Me chamo María Amelia e nasci em Muxia (La Coruña) no dia 23 de dezembro de 1911. Hoje é meu aniversário, e meu neto, que é muito avarento, me presenteou com um blog" - escreveu ela na primeira postagem no site www.amis95.blogspot.com

Com uma mistura de humor, ternura, otimismo, nostalgia e com fortes rompantes de esquerdismo, ela conquistou um assíduo público leitor interessado em saber o que essa bisavó espanhola vai dizer ou fazer a seguir.

- Você tem que viver a vida. Não ficar sentada em uma poltrona esperando a morte - defende a blogueira de cabelos prateados em um dos seus mais recentes posts.

Seu blog descreve não apenas as batalhas diárias de uma nonagenária, mas também oferece reflexões sobre tudo, de política e religião à Internet banda larga e à morte. Entre seus piores inimigos estão os asilos para idosos, que ela critica por "drogar seus hóspedes para que eles passem seus últimos dias cochilando quietos em frente à televisão".

- Culpo as crianças, que não querem ajudar os idosos - disse ela no dia 31 de agosto, da casa à beira do Oceano Atlântico em Muxia, na costa noroeste da Espanha, onde passa o verão.

- A Internet me deu um novo impulso para a vida, mas não vejo asilos oferecendo acesso à rede para seus residentes - disse ela.

María, como provam as fotos que a mostram sacudindo maracas em um hotel brasileiro, vive muito longe da cultura "não faça nada e aguarde a morte" que ela tanto critica.

O neto Daniel, que mora com ela, a ensinou a navegar na Internet depois que ela pediu para que ele baixasse biografias de poetas e políticos.
María gosta de ler jornais online. Também aumenta o tamanho das fontes para se manter atualizada sobre os avanços médicos e científicos.
O blog foi um presente de Daniel, que não fazia idéia de quem liberaria no cyberespaço. Ele se tornou assistente da avó:
- Agora tantas pessoas escrevem para mim que nem tenho esperança de responder a todas, mas eu queria poder. Meu neto reclama dizendo que também tem que trabalhar. Ele não pode gastar todo o seu tempo digitando - explicou ela.
Muito da audiência de seu blog vem da Espanha e da América Latina, mas entrevistas concedidas para jornais e TV, com links do YouTube disponíveis no site, espalharam seu nome além das fronteiras da língua espanhola.
Quando Daniel não está, outros assistentes aparecem no blog dela, sejam amigos ou camareiras de algum hotel.
No blog, María conta histórias de sua juventude na Galícia. Também relembra os horrores da Guerra Civil Espanhola e conta como seu irmão foi enviado ao front com 16 anos e voltou com uma perna paralisada. Ela já foi multada por se recusar a mostrar apoio ao Movimento Nacional do general e ditador Francisco Franco.- Devo ser a ativista socialista mais velha da Espanha.
Sou socialista desde os 16 anos, mas meu pai nunca permitiu que eu me juntasse ao partido - diz ela.
Bisavó ganhou leitores no Alasca, na China e na Nigéria
Na sua lista de aversões estão tomar remédios, grosserias e companhias telefônicas que demoram para instalar a conexão de Internet banda larga.
Suas paixões são poesia, política, memórias de infância, sua região natal, a Galícia, um Jesus Cristo que não gosta de riqueza e "os trabalhadores".
Ela conquistou leitores em lugares tão distantes quanto Alasca (EUA), Austrália, China e Nigéria.
Algumas pessoas sugerem que María tira proveito de sua popularidade ao receber dinheiro de anúncios publicados no blog.
Crítica que ela rejeita:
- Fiz isso para me dar prazer, não para começar a competir com as pessoas ou para fazer dinheiro - disse ela.
O primeiro-ministro da Espanha, o socialista José Luís Rodríguez Zapatero, está entre seus fãs. Uma carta de seu gabinete é um dos muitos documentos que ela postou no seu site.
- Que você possa dar continuidade a isso por um longo tempo - disse a ela o primeiro-ministro.
A admiração é mútua.
- Não tenho cultura o suficiente para que um primeiro-ministro me escreva. Sou apenas uma velhinha.O blog de María pode ser popular, mas ela é a primeira a admitir que isso pode não durar muito.- Um dia, logo, vou morrer. A única coisa que me assusta é a possibilidade de ficar louca. Até lá, vou adiante."

De novo, Sant'ana




Azar é do goleiro!(ops? goleiro? rsrs)
Bom... pra mim é um mestre nas palavras, no humor ora ácido; ora comovente!
Amo este rabujento jornalista-delegado sei lá o quê! O que importa é que ele, SIM, enxerga cabelo em ovo!

Teoria del Pablo ou Paulo?
Leiam, por favor...


Casamento em duas casas



"Você, leitor deste blog, conhece casos de casamentos que dão certo em dois domicílios? Aliás, é difícil imaginar um casamento que não funcione ao usufruir desta fórmula perfeita.
Se você, leitor, vivencia ou vivenciou uma experiência nesses moldes, escreva para o blog. Estimule, também, casais que convivem desta forma a me escrever. Com telefone para contato.
Leia a minha coluna, de março de 2000, sobre as vantagens — óbvias, diga-se — de casar sem morar junto."

Morar separados


"Quando preguei em outra crônica uma modificação idealística no casamento, dizendo que será mais apropriado que ele comece a se dirigir no início deste século para a transformação de marido e mulher morarem em casas separadas, nem de longe eu quis bombardear a instituição da família.
Só um louco poderia querer extinguir a família, que é ainda a mais eficiente fortaleza contra as adversidades morais e materiais do tecido social.
O que eu quis dizer é que o casamento assim como está instituído atenta contra a liberdade das pessoas, que é afinal o maior valor a ser perseguido pelo homem no seu dever de busca da felicidade. Consta da liberdade, logicamente, o exercício espontâneo da vontade pessoal, que têm também o direito de morar juntas se assim o decidirem.
Mas acontece que o casamento contém amarras que impedem na maioria das vezes a felicidade. Uma delas é o senso aguçado de "propriedade" que se estabelece entre marido e mulher. Desde que se casam, se transformam em "meu marido" e "minha mulher". E se desde já assim se pertencem, nada mais há que conquistar dali para a frente.
E o mesmo acontece com os filhos. Já que é "meu filho" ou é "meu pai", isto é definitivo e desobriga os que estão envolvidos nesta relação a aprimorarem na prática este conceito, tornando-se dignos da condição de filhos ou de pais pelo aprofundamento e aperfeiçoamento dos vínculos afetivos. Se já é "meu", nada mais preciso fazer para vir a ganhá-lo.
O melhor seria que o casamento funcionasse como uma venda à prestação, que se tivesse de quitar em período longo. E não como uma compra à vista, cuja aquisição é definitiva, não tendo doravante de se prestar mais nada.
Quando na verdade é no decorrer da vida que o marido poderá vir a ser verdadeiramente um marido; a mulher, uma mulher; um filho, o filho. Ou seja, isto só acontecerá em realidade na aferição das condutas recíprocas. E não pelo decreto do registro civil oficializado.
No caso do casamento, a idéia de morar separados é brilhante. Porque não finda o namoro. Porque permanece o encanto da incerteza. Porque será constante o fascínio do encontro, sem a obrigatoriedade cansativa dele, que o domicílio conjunto impõe.
Um casal que mora separado se perfuma e se veste com apuro e jeito para encontrar-se, enquanto que o casal que mora junto vai deixando perigosamente de lado esses cuidados pessoais, deixando cair pouco a pouco a peteca da sedução e se precipitando no abismo do fastio e da rotina.
Mas o principal condão utilitário que o domicílio separado no casamento encerra é que, no caso do fim da paixão, do amor ou da amizade profunda, o trauma da separação será quase que irrelevante perto da explosão dramática e inapagável que as rupturas dos que moram juntos significa.
As vidas separadas já tinham até ensaiado despropositadamente esse desenlace, que será suave e facilmente suportado. Enquanto que a separação dos que moram juntos deixa marcas indeléveis de sofrimento.
O que acontece mais freqüentemente é que casais que notoriamente já estão separados, se moram juntos, continuam morando juntos, para evitar o estrondo da separação física e domiciliar, o que lhes acarreta um martírio contristador. Enquanto os casais que morarem separados terão até diante de si a vantagem da possibilidade atraente e luminosa, depois de assegurados da solidez indestrutível daquela relação, de um dia passarem a morar juntos.
Entre os que morarem separados, a união logicamente será sempre mais duradoura. Com chances bem maiores de ser imorredoura."

Rubem Alves



Não resisti! Acho que peguei da Paty de Campinas! Me encantei! Poucas palavras...embora expliquem o mais profundo dos mistérios...lindo:


"Somos donos de nossos atos,

mas não somos donos dos nossos sentimentos.

Somos culpáveis pelo que fizemos,

mas não somos culpados pelo que sentimos.

Podemos prometer atos,

Não podemos prometer sentimentos.

Atos são pássaros engaiolados,

Sentimentos são pássaros em vôo..."

- Rubem Alves

sexta-feira, novembro 09, 2007

Lucidez e L...


Começando e terminando o questionamento do meu jeito de ser e minhas decisões entro naquela frase que citei há certo tempo: Sou uma mulher que ainda brinca de boneca.
Há quem conteste. Mas o que as pessoas mais sabem fazer é: Reclamar.
Nada as satisfazem. Tem gente que não sossega enquanto não casar. Que seja o quarto, quinto casamento; mas tem que casar. Ninguém pensa que ser “Single”, hoje em dia, é uma opção. Sempre há um comentário maldoso. Ninguém respeita as opções de vida de amigos e familiares. Ninguém entende um pensamento fulgaz de um coração.
Julgar é tão bom.... Olhar para o seu próprio umbigo é difíííííícil - curvatura cervical crônica..
Existe, nesta cidade, gente “bem nascida” que aprecia roubar em terreiros do mais alto consumo de mercadorias... O que não convém falar(foi corrigido, tá?). O que me chocou, esta semana, foi saber que um ex-marido de uma amiga minha roubava em supermercados. Detalhe: o cara é muito bem de dinheiro. A ex-mulher , relatou que o danado usava o "carrinho-baby" dos supermercados, utilizando, o próprio bebê - seu filho - de escudo para suas trapaças. Surrupiava apetrechos de cama-mesa e banho. Fora as comidas! Fiquei chocada!
O que leva uma pessoa “bem-nascida” com os melhores diplomas de valores nobres de uma família, fazer o mais vulgar dos vulgares? Sei lá! Sei lá! Desliguei o telefone e relaxei. É tanto absurdo que tratei de continuar meus afezeres de dona de casa, mãe e cidadã. E, surpreendentemente, são personagens que um dia, julgaram atitudes de alheios...
Julgar é fácil. Mas roubar não era motivo para julgamento? Rá! Pra ele(s); não. Pessoas, como eu, que geraram polêmicas com suas opções de vida e atitudes do destino continuam levando a vida em sua própria e insana lucidez(já vou comentar sobre isto). Bem no início da minha gravidez eu mesma fui a arena de muitos debates pela minha opção de ser mãe! Há quem achasse que eu estaria ao releu de um abandono, esquecido por um amor... E vejam só! Tudo errado! Não que eu pense ser eterna com meu amor! Ele odeia esta exposição virtual.
E me adverte: “se na vida real já existe uma exposição total, todo mundo fala de todo mundo. Imagina nesta Internet. Não gosto disto”.
Hoje eu vejo que a língua é protagonista do Lúcido; que talvez seja um parente de Lúcifer! Calma, calma! Não resisti e li sobre esta ‘filosofada’ de uma brilhante poeta chamada Viviane Mosé. Ela começa já largando:
“Lúcido deve ser parente de Lúcifer
a faculdade de ver deve ser coisa do demônio
lucidez custa os olhos da cara”
Sabemos o óbvio da vida. Sabemos que político é corrupto, que Grenal vai dar engarrafamento, que o verão vai ser sufocante. E, em vez de falar e julgar da vida alheia, faça o seguinte:
olhe um pouco para dentro de si mesmo. É o único lugar onde ainda encontrarás alguma novidade!
Minha profissão já tem muita gente maluca, mas esta camada de ozônio andou afetando os valores de muitos conhecidos. Eu sou a prova viva disto! Tenho uma seqüela de meus pênaltis da vida! Um dos exemplos é que não acredito mais em casamento. E não deixo de ser feliz por isto. Mas há quem ache que viver de padrões é ser feliz... Eu sou a prova viva que não! Claro que se pudesse sonhar no tema "Ser feliz no amor" seria uma Cinderela, Branca de Neve, Rapunzel.... Infelizmente não é assim. Como diz a minha mãe: “jogaram fora a forma dos homens com H”. Portanto e por enquanto, minha vida é: eu e meu filho; meu filho e eu. E vez que outra meu filho, o papai e eu!
Buuu! É assim! Bem que eu gostaria que fosse eterno este meu amor já que deram pausas por alguns anos e retornou depois de cinco anos. Só que eu não tenho mais butiás em meus bolsos. Esta é a realidade... A autora me completa:
“ Para olhar o bicho nos olhos é preciso ser bicho também. Enfrentar a verdade é quase um ato de selvageria.”...
Eu sou selvagem!
Diz que os lúcidos destacam-se pela raridade. Pois estes raros cidadãos não trapaceiam; se comprometem com a verdade, enfim, com a realidade. E me tiraram, um dia, pra boba. E ainda acham que fakes enganam a espionagem orkutdiana. Santa ingenuidade. Falecida Fabi que achava que todo mundo era legal. Hoje eu enxergo com lucidez o que lúcifer babuína, detona! Tem que viver! Tenho feito isto na minha medida – pois hoje, todas as minhas disponibilidades físicas e espirituais estão para o meu filho.
E mais uma da autora:
“O lúcido tem que confrontar com uma verdade desestabilizadora; a de que não existe verdade absoluta. .. o certo e o errado flertam um com outro. Não há permanência. Tudo é provisório”!
Este provisório que me agarro em ser feliz! Ninguém sabe o amanhã! E quantas rugas já criamos ou insônias foram adquiridas por pensar demais no futuro! Tssssss
Durante o percurso da vida, tudo é movimento, surpresa e sorte. Por isto que disse que faria a despedida doce de amarga de um ciclo amoroso. Depois, sem moral, confessei que o ciclo não havia terminado. E Viviane Mosé me larga esta: “quanto mais o lúcido pensa, mais percebe que lucidez plena não existe, o que existe são suposições, algumas até coerentes, o que nos mantém no eixo. Lúcido é aquele que sabe que lucidez é uma falácia, e não pira com isto”
Vai se pensar tanto e vai morrer do mesmo jeito! Igualzinho! A morte é o nosso único endereço definitivo. Vai pensar lá na conchichina!
O segredo é organizar a sua loucura!
Pra matar esta charada ela enfatiza:
“ Lúcifer é uma espécie de padroeiro dos lúcidos – e lúcido é só um outro nome para o louco. O louco que tem a cabeça no lugar demais”
Viva e pare de fuxicar a vida alheia. Julgar é bom...mas o ministério adverte: o que os olhos não vêem; o coração sente.
Pense nisto! Me deixem em paz com a minha loucura! E olha que eu já conquistei um bom pedaço da minha paz... Com a minha loucura! he he he

sexta-feira, novembro 02, 2007

Moinho...ciclos...sei lá o quê...


Tem gente que já largou a letra:

" ihh...estes dois tem muito pela frente... apenas começou..."

Não saí do moinho! Que loucura!

Ta aí a prova viva deste moinho! Meu amor João Vicente!

Que sovinha! Que mistura!
Deixo com Deus! As famílias vibram com a chegada deste anjo!
Batizado chegando! Esperando os padrinhos virem de Campinas!

domingo, outubro 28, 2007

Ciclo vicioso





Olha, tentar fechar um ciclo não é fácil. Não é fácil dizer, encarar e sobreviver para uma futura 'perseguição de ideais"... Tá duro. Esta semana tentei fechar o vício do fato. Recebi vários e-mails, dentre eles, o de BB que constava esta frase: "não existem homens certos nem errados. existem desejos diferentes em lugares diferentes, em tempos diferentes, espaços diferentes."


Baseado nisto que filosofo.

Sabe, tem mudanças na vida que vem num patamar tão importante que deixamos, de lado, muitas coisas supérfluas que, depois de ter um filho sabemos a real importância do amor próprio e do amor verdadeiro.Tenho meu filho!E a ele que me dedico - ao contrário de privar minha vida.Só que tem fatos na vida que abrimos a famosa exceção. E esta exceção, a do tempo, da compreensão, da esperança e do destino que cansei. Já havia falado outras vezes disto. Só que agora pretendo fechar um ciclo.Um ciclo que me cercou de tal forma que só Deus sabe e saberá muito em me explicar. Por enquanto estou no garimpo. No garimpo da aprendizagem, da transformação e da mudança.Mudei. Deixei de lado no que acreditava ser eterno. Ficou a fagulha linda. Vou pensar mais em mim e me dedicar 100% ao meu João Vicente, tão inocente e tão frágil!Quantas alegrias ele tem me dado.O resto fica como esta música da Ivete Sangalo “Eu faria tudo pra não te perder! Assim... Mas o dia vem e deixo você ir...”!

domingo, outubro 21, 2007

"Sou uma mulher que ainda brinca de boneca!"


Gostei da tese "Quem sou eu". Aí conclui: "Sou uma mulher que ainda brinca de boneca!"

Fui a procura e achei nos lides virtuais de minha mãe! Lá tavam as palavras de Martha Medeiros

lindo...


"Sou uma mulher madura,que às vezes brinca de balanço...
Sou uma criança insegura,que às vezes anda de salto alto!
Quem vê,pensa.
Quem conhece,sabe!!!
Sou muito mais que essas letras,frases e fotos que falam sobre mim...
Sou as minhas atitudes,os meus sentimentos,as minhas idéias...
O que realmente faz valer a pena estar vivo,não há filmadora ou máquina fotográfica que registre...
Surpresas,gargalhadas,lágrimas,enfim,o que eu sinto,quem eu sou,você só vai perceber quando olhar nos meus olhos,ou melhor,além deles...
Posso ser seu maior sonho ou seu pior pesadelo...
Posso ser sua melhor amiga ou sua pior inimiga...
Posso ser sua melhor inimiga como posso ser sua pior amiga...
Posso ser seu erro como posso ser seu acerto...Posso ser o perfume mais doce ou até mesmo o veneno mais letal...
Posso ser SUA,basta vc querer...mas posso ser seu NADA, basta vc dar um passinho fora da linha...
Posso ser sua melhor conquista ou então sua pior derrota...
Posso ser a solução dos seus problemas,mas posso ser a causa deles.
E tudo isso só depende de você!"

Infância - por Pedro Bial



















TUDO O QUE HOJE PRECISO REALMENTE SABER, APRENDI NO JARDIM DE INFÂNCIA,
por Pedro Bial


Tudo o que hoje preciso realmente saber, sobre como viver, o que fazer e como ser, eu aprendi no jardim de infância.
A sabedoria não se encontrava no topo de um curso de pós-graduação, mas no montinho de areia da escola de todo dia.
Estas são as coisas que aprendi lá:

1. Compartilhe tudo;
2. Jogue dentro das regras;
3. Não bata nos outros;
4. Coloque as coisas de volta onde pegou;
5. Arrume sua bagunça;
6. Não pegue as coisas dos outros;
7. Peça desculpas quando machucar alguém;
8. Lave as mãos antes de comer e agradeça a Deus antes de deitar;
9. Dê descarga (esse é importante);
10. Biscoitos quentinhos e leite fazem bem para você;
11. Respeite o outro;
12. Leve uma vida equilibrada: aprenda um pouco, pense um pouco...desenhe...pinte...cante...dance...brinque...trabalhe um pouco todos os dias.
13. Tire uma soneca a tarde (isso é muito bom);
14. Quando sair, cuidado com os carros;
15. Dê a mão e fique junto;
16. Repare nas maravilhas da vida;
17. O peixinho dourado, o hamster, o camundongo branco e até mesmo a sementinha no copinho plástico, todos morrem...Nós também;

Pegue qualquer um desses itens, coloque-os em termos mais adultos e sofisticados e aplique-os à sua vida familiar, ao seu trabalho, ao seu governo, ao seu mundo e ai verá como ele é verdadeiro claro e firme.
Pense como o mundo seria melhor se todos nós, no mundo todo, tivéssemos biscoitos e leite todos os dias por volta das três da tarde e pudéssemos nos deitar com um cobertorzinho para uma soneca. ...
Ou se todos os governos tivessem como regra básica devolver as coisas ao lugar em que elas se encontravam e arrumassem a bagunça ao sair.
Ao sair para o mundo é sempre melhor darmos as mãos e ficarmos juntos.

"É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão.

O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração pois a vida está nos olhos de quem souber ver".

domingo, setembro 23, 2007

Encontro comovente







Se não for pra bater cabeça, no palco, para mestre Monarco, vai fazer pra quem então, hêim!?! E foi para isto que atravessei lagos e lagoinhas da Porto Alegre inundada por uma típica chuva de setembro. Quinta-feira de feriado e eu na poça d'água! Mas o motivo era nobre, era iluminado! Em plena av. Padre Cacique, mestre Monarco traçava seus passos cadenciados de muitas histórias do samba!
Na arena, minha amiga de fé, irmã camarada, portelense enferma, Janaína!
Aprendi a amar a Portela devido a ela. Isto ocorreu em meados de 1993. De lá para cá, sempre acompanhei a Portela nos carnavais cariocas. E quando a velha-guarda azul e branco chega no território gaúcho, não penso duas vezes em estar presente! Portela é tudo para mim. Queria levar o João Vicente. Mas a chuva impediu(acho que o som também. Ele anda avesso a sons mega altos. e, convenhamos...em quadras de samba é ensurdecedor).
Então, me programei garantindo a paz do meu pituco com a babá Tatatáta em casa.
Cheguei ao show e só pensava em assistir, ouvir, contemplar Monarco.
Público tímido, pública parco... pois a chuva afastou muita gente.
No entanto, as pastoras de fé, estavam lá!
Lágrimas, emoção, fotos, conversa...tudo foi realizado por nós, em especial Janaína que trajava orgulhosamente a camiseta azul e branco da Portela. Monarco abre o show e fica perplexo que a turma era afinada nas composições dele. O olhar terno para Janaína, marcou o show. Monarco não esquecerá. Janaína não enfartará mais depois disto. A emoção foi forte. Eu me contive... depois de ser mãe ando com uma neurose da 'quebra do cordão umbilical". Difícil se desligar do meu filho. Olhava o relógio para ver se tava tudo bem.
A essência foi esta: reverenciar, BATER CABEÇA PARA O MESTRE DOS MESTRES!
Conversei com Monarco, mostrei fotos do João Vicente no meu celular e este falou: "- João Vicente, que nome bonito. Mas este tempo não dá para um menino tão pequenino. Faz frio aqui, não?"

É meu filho JV... Monarco te conheceu apenas por fotos, mas relembrou a turma sem noção do Fórum Social Mundial, de 2001, que cantou fervorosamente, pós-show, atrás do palco onde, um a um, da nata portelense, desceu para nos dar a benção! Monarco estava lá!
Projeto Unimúsica da UFRGS. Galera de fé, também, estava lá!
Santander, Tia Surica!
ihhhh Nunca perderei nada da Portela aqui, no Sul!...

Agora... poderia ter ido no Paulinho da Viola, ano passado, no Sesi... mas por motivos gravídicos, da época, não fui!
Oportunidades, não me faltarão!
Como disse o mestre Monarco:
“Eu devo prestar homenagem a Ismael, conhecido na roda de samba, como grande bacharel”.
De Ismael a Bacharel, MONARCO, VALEU PELA SUA LUZ!

terça-feira, setembro 18, 2007

JV e a musicalidade















Como todos sabem passei a gravidez inteira frequentando rodas de amigos do samba e tocando meu pandeiro. João Vicente era uma sementia e eu já vibrava com minhas batidas de platinelas. Nunca deixei de interagir meu filho com a música. Quando nasceu foi outra etapa. Ouvir, não em zunidos ensurdecedores nem tão pouco sons tão baixinhos. Mostrei ao meu filho a música. Setenta porcento dela; samba. Estou iniciando desde cedo a musicalidade na vida de meu filho.
E acho que ele já se interage! Com 12 dias de vida levei ele numa roda fechada de amigos! Foi super legal. E a última foi este fim de semana! Quando chegava perto dos músicos ele se enlouquecia no colo! Parecia um colibri baby querendo zarpar vôo!
Acredito que as crianças são tidas como possuidoras de invulgares capacidades para perceber e responder à s componentes básicos da música. Então fui atrás de sites que falavam disto. O que achei foi muito interessante.
A música está presente nas nossas vidas, muito antes de falar. Segundo, uma matéria que li, os mais recentes estudos a este propósito, alega que tudo começa muito antes do nascimento, ou seja, o útero será a primeira sala de concertos. Como justificativa o fato reforça o princípio anterior, uma vez que diz que os batimentos bruscos do bebé no útero da mãe, são respostas fiéis a estímulos musicais. São perfeitamente apreendidas pelos bebés, também, compensando algumas distorções sonoras para manter a percepção da sua estrutura, o útero.
Outro efeito abençoado da utilização da música (canções de embalar cantadas pela própria mãe) durante a gravidez conclui que logo após o nascimento, o bebé produz movimentos de reconhecimento daquelas canções, uma vez que se a mãe parar a meio de uma dessas canções ou mude inesperadamente para uma outra que a acriança desconheça, ela pára ou move-se em jeito de resposta ao sucedido.
Existem muitas e muitas teorias. A prova é que faz um bem enorme trabalhar com a musicalidade na gestação. Eu fiz isto. Os estudos afirmam:
Os bebês se identificam, logo após ao nascimento com aquilo que foi ouvido em seu desenvolvimento. A prova que a música já era familiar e já estava de alguma forma assimilado na sua base de dados auditivos.
Os gestos do João Vicente quando escuta samba comigo são comoventes. A música pára e ele abre os bracinhos, pedala as pernas e menciona voar. Sim, parece que abre os braços para voar, gente! Um fofo. Aliado a isto começa a falar-cantar uma espécie de vogais sonoras! Como se estivesse acompanhando a música.
Nesta foto assistiu atentamente o dvd 40 Anos de Samba, de Beth Carvalho e convidados no Teatro Municipal do Rio de Janeiro!
Eu adorei; já o João Vicente... rá! Pediu passagem aérea para a capital carioca de samba!

sábado, setembro 15, 2007

Fragmentos sambísticos de inverno
















Faz um tempo. Foi no aniversário da nossa amada Porta-voz do samba; a inigualável Anete!
Já na semana que antecedia o aniversário soube, pela previsão do tempo que a semana seria de frio, muito frio. Que na quinta-feira, as temperaturas subiriam e que, no sábado(justamente no sábado), cairia uma chuva baixando, por assim, a temperatura. Queda total. Frio de gelar.
Passei toda a minha licença maternidade enjaulada no apartamento pois com o inverno intenso, seria crueldade expor meu pequeno a temperaturas tão baixas. Era brincar com o perigo. Era sujeitar meu pimpolho a uma bronquiolite. Então evitei.
A exceção, programada, era ir no aniversário da Nete. Como já havia visto a previsão do tempo, me preparei psicologicamente para levá-lo. Conversei com as gurias organizadoras da festa para amparar meu pequeno num mini-improvisado-hotel! Tudo preparado e sábado amanheceu com a calculada chuva.
Cheguei, junto com a babá Tatatáta e de cara um batalhão já abriu os portões, carregaram aparatos maternais e tralhas trazidas para a festa.
E o samba começou regado de cerveja(que eu não bebo mais) e muito churrasco. E, como promessa, a vinda ilustre do compadre de Zeca Pagodinho, Luiz Carlos da Vila!
Ele e a esposa estavam estarrecidos com o frio. Pudera, né? Cariocas legítimos, enraizados com os caldeirões solísticos do Rio de Janeiro. Porém, nada impediu para que eles não se divertissem! Verdadeiros hinos sambísticos foram cantados por Luiz Carlos da Vila, grande parte, de sua autoria.
Para não ficam em vão, retiraram meu pequeno de seu QG do inverno e o levaram para a garagem onde estavam os convidados. Tímido, inexperiente, diante de um ser tão pequenino, Luiz Carlos da Vila pegou João Vicente no colo e disse: “- esse é o nosso João Vicente!”
Foi a forma de abençoar, sambísticamente, nosso pimpolho!
Quando crescer, João Vicente saberá que, no mundo do samba, participou de grandes compositores da música popular brasileira!
Agora, com tempo, e só agora mesmo, a mamãe aqui, conseguiu registrar, no blog, este grande encontro!
Aos amigos do samba meu eterno carinho! JV! Tu é o amor da minha vida!

domingo, setembro 09, 2007

Presença ilustre de primos







Estou contente! Depois de muito tempo reencontrei meus amados primos. Vindos de Floripa, a ilha maravilhosa, o casal "Salin e Sarah", cujo nome no cartório constam como:
Ana Cristina e Karin vieram descansar, em Porto Alegre, neste feriadão!

E qual era " A BOA" do sábado?


INTER X FLAMENGO

Rá! Justamente no fim de semana que meu timão, o Internacional jogava contra o rubro-negro. Não foi surpresa, saber, que no mundo dos catarinas, o time que mais se torce é o do Grêmio. Uma Blasfêmia para Os Fernandes!
Além de passear pela Porto Alegre, vieram, também, conhecer seu mais novo priminho!
E como meu pimpolho João Vicente os recebeu?
TRAJADO COM O UNIFORME DO INTER!
Ao fazer o registro fotográfico, o "Salin" do Karin tapa, por total, os logotipos do maior time do Rio Grande do Sul!
Era a estréia do João Vicente vestido de colorado!
Grande estreia!
Nosso timão goleoouuuu o Flamengo!
Uhuuuu
Mas fica aí o registro desta dupla de psicólogos que vieram alegrar nossa família.

A lástima(sadia, óbviamente) foi a de que, Karim, tentou sabatinar com suas teorias 'freudilentas" para converter meu filho a ser gremista (vejam a prova e o exato registro, da foto, em que João Vicente, se desespera gritando: "- Nãoooo! Eu sou INTEEEEEERRRRRRRR!)
Foi obrigado a reverenciar a potencialidade do nosso gigante Beira-Rio com a saída da torcida colorada vitoooriiiooosaaa!
Aqui o que vinga é o mar vermelhooo!
Karin e Ana Cristina!
Amamos a presença de vocês!
Voltem sempre!
E nos esperam para 2008 na ilha santificada catarinense!
Vou amar ver meu filho brincar na praia!
Amo vocês.
Da prima e do primo, Fabiana e João Vicente!

PS: Desta vez, foi a presença ilustre de meus primos, Ana e Karin! Espero que meus outros primos também venha para a capital dos pampas!
Iremos adorar!


quarta-feira, setembro 05, 2007

Quatro meses de vida!







Não tem explicação! Sei que sou suspeita falar. Mas a medida que crescem-e como crescem- me encanta mais! Ele tá um fofo! Não quer mais ficar recostado; já se inclina para frente. Os gargarejos sonoros; já apresentam gritinhos alegres e aquela fragilidade toda de banho, com olhos assustados; hoje é motivo de festas e pedaladas na água! Impossível não se apaixonar!



São quatro meses de vida! Um anjo que caiu do céu!