sexta-feira, julho 31, 2009

Eremita, momento exato


Cheguei a conclusão que não devo seguir rumos novos neste momento da minha vida. Algo me diz que não. Não posso. Preciso viver, realmente, meu momento eremita...

Preciso e devo estar mais conectada em mim. Não sei o porquê isto se voltou a mim. Mas preciso estar só. Só... Eu e Deus. É o momento de arrumar a minha casa interior. Momento de quietude. Digamos que seja a tal paz que já contei para vocês no post " A casa do Lago" em que cito que tenho hoje, uma paz; porém, uma paz sem sabor.... Esta minha introspecção vem sendo latente de duas semanas para cá. Busco clarear o que considero importante e o que realmente busco em mim. Será que é o amor? Acho que não. Tem algo muito mais evidente em mim. Acreditem! Eu mudei muito....

E, para os que não sabem o que significa a palavra EREMITA é o seguinte: Segundo um site, a palavra Eremita é uma carta do tarô que significa ter um momento necessário de introspecção. Ela simboliza uma atitude profunda, sábia e clara diante da vida. É um período necessário antes do início de um novo ciclo que virá.

Portanto, estou cá... abduzida... pensando... pensando... Estou confusa... preciso ficar só.

quinta-feira, julho 30, 2009

A responsabilidade do papel em nossas vidas...


Hoje soube de uma criança deixada ao relento por um bairro da capital, pois os pais simplesmente haviam esquecido que ela existia na vida deles. Como? – me perguntei logo que soube da notícia. Não adianta ... Não resta nem mais se perguntar. Colocaram-na no mundo provavelmente por achar que a vinda só fortaleceria a relação. Seus pais eram(e continuam sendo jovens até hoje) literalmente apaixonadas, verbalmente ligadas um no outro. E a gazela, achou, um dia que tendo aquele elo, haveria o fortalecimento da relação. Seria uma espécie de fenda para unir mais ainda a relação. Em muito casos isto só afasta. E com este casal, da criança abandonada numa rua, não foi diferente. Hoje eles não estão mais juntos e o pequeno(a) anjo fica pipocando em casas de tias, avós...vizinhos... Céus... Quando se gera uma criança tem, no mínimo, de haver a consciência de que ‘a novidade’ envolverá personagens como avós, irmãos, tios e principalmente, o próprio serzinho que virá ao mundo. Esta criança, que ficou às lágrimas na rua sofria pelo esquecimento de quem a botou no mundo. Graças a Deus ela foi acolhida por terceiros que já conheciam o seu universo totalmente trash de educação, zelo e amor. Filhos são a alma da gente! Como podem pais serem tão egoístas? Como acham que amar o parceiro é melhor e maior que seu próprio filho(a)? Misericórdia meu SENHOR!!! Proteja estes anjos soltos e desamparados por estas ruas do mundo. O grande erro das mulheres que acreditam no aumento ‘da família’ é crer que seus parceiros nutram o mesmo sentimento que elas sorvem com relação aos filhos. No entanto, isto está muito longe da verdade. Óbvio que nesta Terra há, ainda, homens que são apaixonados por seus filhos. Faz jus à data Dia dos Pais; pois entendem esta palavra do avesso: se chama paternidade. Pena que são raros. Pena que eles não tem o sentimento, que nós mulheres temos. Estes dias li, duas homossexuais, legalmente casadas, que tiveram gêmeos. A que assumiu o “lado paterno” quer implantar na Língua Portuguesa a palavra “Pami”. Eu achei aquilo muito doido. Fugiu do meu patamar entender(imagina os gêmeos rsrs) a co-relação pai+mulher=PAMI. Sei lá, o que importa(e ficou evidente o recado e sentido do nome) é existir a presença do pai na vida de um filho. O pai que obriga no banho tomado, de escovar os dentes, de incentivar o estudo, dar regras, normas. Dizer o certo e o errado da Vida... O pai amigo, companheiro daqueles momentos que, de tanto rir, a gente olha para cima e diz: “ – Obrigada meu Deus!” É disto que me fortaleço todos os dias com meu filho que tem eu como referência de tudo. Pois quando engravidei eu previ a minha responsabilidade materna.
Pois ter filhos é isto: é alegria! Pena que ainda tem mulheres que acham que filho é instrumento de salvação de um casamento. Ai sei lá... depois que eu soube desta criança(que conheço) me deu vontade de falar isto. Não adianta existir uma mãe e um pai somente numa certidão de nascimento. Deus...

terça-feira, julho 28, 2009

Nem que seja gibi


Boa inciativa de quem pensou nisto. Geralmente damos aquela desculpa do "noutra hora" ou "não tenho amigo" para negar as ofertas que estes pedintes, artistas circenses e vendedores ambulantes nos oferecem nas sinaleiras das grandes cidades como a nossa, Porto Alegre. Que tal ao invés da moeda de esmolas entregarmos livros!!!!
Tá aí uma dica.
Em vez de dar dinheiro(que só alimento o ilícito) ou de dizer: " - não tenho nada!"; faça melhor!

ENTREGUE LIVROS! Doe livros!!!!

SIM!

LIVROS!

GIBIS!

REVISTAS!

O que vier. Além de incentivar a leitura faz com que a vida tenha pelo menos uma fenda do conhecimento, do divertimento, do sonho enfim, de imaginação!

Que acham?

Boa, né?

Maestrina de um DNA



Solange Bento Farah, autora do livro DNA, Segredos e Mistérios, explica de forma musical:
“O DNA é como uma partitura, e nós somos os músicos que definiremos como ela será tocada, dependendo dos nossos instrumentos (como decidiremos viver, nossas escolhas) e da acústica da sala de concerto (ambiente).”

Eu sou a maestrina desta linda melodia!


Vivo um dia de cada vez




Estes dias ouvi as palavras ‘sequelada’ e “traumatizada” devida a minha trava e cautela com a vida.
De cara confirmei:
“ – Sou exatamente isto. A vida me ensinou a ser mais comedida sempre com uma certa dose de egoísmo e frieza”.
Meu tempo de “Julieta” se foi.
Hoje penso, sempre, no meu filho em primeiro lugar. Talvez isto me prejudique no meu universo de sentimentos... Mas é cedo dizer... Deus já está me guiando.
É que, o meu hoje, tem pegadas em terra firme e não mais nas nuvens.
Vivo, portanto, um dia de cada vez!

segunda-feira, julho 27, 2009

E elas?




Foi nesta última quinta-feira, 23/7, que o verdadeiro inverno do Sul mostrou todo o seu gélido poder. Até eu, conhecidíssima por ter minha ‘menopausa precoce’, me rendi às lãs e casacões. Nunca fiquei tão encolhida numa cama como nestes últimos dias... Porto Alegre, sábado fez -1C° e, domingo 0 C°. Viramos os verdadeiros pingüins. E foi baseado nesta sensação de frio que meu cérebro encafifou no mais angustiante: E as famílias sem teto? E aquelas crianças típicas de prêmios fotográficos de jornalismo? Como elas se encontravam num frio tão rigoroso como destes últimos dias? Falo daquelas crianças indevidamente mal alimentadas, sem roupa alguma, sem qualquer situação de higiene física, mental e espiritual. Isto abarrotou meu conforto de estufas, pantufas, cobertores e sopinhas... Em algum momento me vinha elas, os espectros humanos que provavelmente padeciam com este frio... Como, eu, a calorenta Fabiana, agasalhada; e as crianças destas vilas da capital com frio? Eu não concebo... Gente, eu só pensava nelas... O que pude fazer nestes últimos anos, meses e dias, eu fiz... Doar minhas roupas e as roupinhas do meu filho. Dele, por exemplo, a cada três meses filtro o que não serve mais nele e dou um jeito de repassar a quem precise... Me dói o coração ver crianças mal agasalhadas... Certa vez uma família, paupérrima surgiu na frente de casa. Fazia 10C° na rua e a filhinha dela, de sete meses, de camiseta Hering manda comprida... Aquilo foi cruel. Entrei na casa aos prantos e retirei do berço de meu filho um cobertor, peguei mais meias, casacos, que inclusive, ainda serviam no João Vicente, e vesti a pobre menina. Há pouco tempo mãe e filha apareceram lá para dar um ‘olá’. Foi muito bacana rever ela sã e salva. Desta vez, peguei uma mamadeira que o JV não usava mais e fiz um belo leitinho com açúcar, neston, Nescau e mucilon. A menina tava faceira mamando! Ah se eu fosse a ganhadora da Mega Sena deste final de semana que premiou cinqüenta e seis milhões de reais... O prêmio foi para um rabudo carioca... Ah se fosse eu.... Tantos projetos teria para estas crianças... Os velhinhos teriam a sua vez também! Aliás, seria um lar dos Avós e seus netinhos! Cada qual adotaria um netinho(a) para ‘cambiar’ amor e boas risadas! Não tem sisudo que não se renda a uma boa travessura de uma criança! Meu projeto, caso fosse uma milionária, teria uma mini fazenda, com parquinhos, escolas(com muitos cursos técnicos) e também diversões em datas festivas. Teria feiras de venda dos produtos feitos pela fazenda... ah... projetos... Quem sabe um dia eu realize. Se pudesse deixar este mundo um pouquinho mais colorido em quem não enxerga cor no colorido tudo seria mais sereno...
Calma dona Fabiana, tudo tem seu hora!!!

No filtro solar da amizade, sempre



A minha vida sempre foi agraciada com alguns anjos humanos. Cada qual teve a sua função e seu momento de compartilhar vivências i-nes-que--veis.
Se eu fosse listar cada anjos destes ... ficaria zerentas órbitas do meu satélite relatando os apoteóticos momentos que tive a mão estendida(e não esbofeteada) de grandes amigas e amigos. Amigos são como anjos.

E, neste mundo tresloucado tive estas duas aí de minhas “Senhoras do Verbo”. Cada qual com suas caixinhas mágicas. Força, coragem, impulso, indiganção, muito riso fizerem eu resgatar forças adormecidas dentro de mim toda vez que fraquejava. Hoje, resolvi agradecer a elas por esta paciência "de jó" que tiveram comigo.
Sou muito coração.
E aprendi a ser mais eu, ter mais confiança em mim, me amar mais enfim, soube dar valor a quem me deu ou dá valor. Aprendi a gostar do simples, do óbvio, do certo e do correto!
Nega Cíntia, a "Clô" e Verinha, a nossa "Odete Judithi" mostraram muito o “Filtro Solar” que tanto o Pedro Bial relatou em suas belas conclusões!
Abaixo frases deste jornalista que enquadrou, como uma luva, o que aprendi com estas duas gajas!
Beijos da “Juarez” de vocês!

“Talvez você case, talvez não.Talvez tenha filhos, talvez não.Talvez se divorcie aos quarenta, talvez dance cirandaem suas bodas de diamante. Faça o que fizer não se auto congratule demais, nemseja severo demais com você”
Pedro Bial

“Conselho é uma forma de nostalgia. Compartilhar conselhos é um jeito de pescar o passadodo lixo, esfregá-lo, repintar as partes feias e reciclar tudo por mais doque vale. Mas, no filtro solar, acredite.” Pedro Bial

sábado, julho 18, 2009

Passou dos limites...





Olha, eu tentei não ler; mas as manchetes são assustadoras. A mídia alardeou; alguns críticos amorteceram as notícias; já outros políticos - como por exemplo, prefeitos de algumas cidades do Rio Grande do Sul, abafaram dezenas, enfim, centenas de casos. O certo é: O vírus H1N1 está uma bola de neve e, por tabela, está levando gente incrédula a loucura! Então o que parecia ser rotina de países deste mundo afora, aqui, no Sul do Brasil já virou mania! Não é difícil encontrar alguém com a famosa máscara. Há até um certo humor para prevenir esta 'pandemia".
Algumas fabriquetas estão produzindo máscaras customizadas para quebrar este clima de proliferação do vírus. Eu, sinceramente, estou impressionada pelo medo das pessoas. 2009 vai fechar o ano com uma palavra marcante: A Gripe A ou Gripe Suína..que seja...mas é este vírus H1N1 que mais mexeu com o sono e o dia-a-dia de inúmeras nações, como a de nós, gaúchos. Já estou pensando em comprar uma máscara para mim. Depois que vi meu filho padecer com uma pneumonia... quem sabe... Nunca pedi tanto para que o verão chegue logo! Este inverno passou dos limites...

sexta-feira, julho 10, 2009

Será?



Lembram daquele gol de mão que Diego Maradona encenou em 1986 numa partida de Argentina x Inglaterra? O craque até hoje brinca que foi a ‘mão de Deus” e não intencional que gerou o gol e por fim, a vitória dos hermanos... Algo semelhante, esta semana, gerou um bafafá do certo e do errado. Falo desta foto em que os olhares tanto de Barack Obama, presidente dos EUA e do atual presidente da França, Nicolas Sarkozy se direcionavam para o mesmo alvo: o bumbum da estudante brasileira e representante da UNICEF, Mayara Rodrigues.
A cena é cômica!
Obama olhou ou não olhou para o ‘pandeiro’ da carioca Mayara Rodrigues? Há quem diga que não. O certo que é notório, o homem prefere ter um torcicolo do que deixar de ver a famosa dança ‘bater bunda’ de uma mulher. Tá explicado o sucesso da mulher melancia, mulher pêra, mulher moranguinho entre outras... não tem outra coisa na cabeça rsrs a não ser bundas... bundas...
Será que Obama olhou? Sarkozy bem que tentou disfarçar... rsrs
Homens...
:-)

quarta-feira, julho 08, 2009

Escrever



Eu só escrevo quando eu quero, eu sou uma amadora e faço questão de continuar a ser amadora. Profissional é aquele que tem uma obrigação consigo mesmo de escrever, ou então em relação ao outro. Agora, eu faço questão de não ser profissional, para manter minha liberdade". Clarice Lispector

É bom saber



"As circunstâncias entre as quais você vive determinam sua reputação. A verdade em que você acredita determina seu caráter. A reputação é o que acham que você é. O caráter é o que você realmente é... A reputação é o que você tem quando chega a uma comunidade nova. O caráter é o que você tem quando vai embora... A reputação é feita em um momento. O caráter é construído em uma vida inteira... A reputação torna você rico ou pobre. O caráter torna você feliz ou infeliz... A reputação é o que os homens dizem de você junto à sua sepultura. O caráter é o que os anjos dizem de você diante de Deus."


Este é um pensamento, do 'Papo-reto", que fala exatamente o que penso:
O quanto é triste e lamentável ler mentiras e frases falsas em em sites como orkut e assemelhados... Cheguei a conclusão, inclusive, o quão é triste saber de acessos que não pertence a si. Mas utilizam apenas para ludibriar e zombar com a vida de quem já cansou de levar bola nas costas! Então, vagando na internet deparei-me com este pensamento. Não iria publicar... No entanto, 'as novidades' são tantas baseadas na maquiagem de 'ser feliz! ser feliz"... que resolvi postar!
O tempo é mestre caro(a)!!! E, para aqueles que pensam que sabem tudo da vida... tá aí, reflitam sobre isto acima e neste aqui... Não viva de ilusões.
Como diz Mário Quintana:
"Eles passarão; eu passarinho ..."

Minha luz



Minha luz tem feito, diariamente, para o resto da minha vida uma pessoa mais completa! Sou tudo, sou feliz por você existir João Vicente! Eu e tu sabemos tanto um do outro...somos uma liga! Somos uma história que o melhor está guardado só para nós, sempre com a benção do Nosso Senhor Jesus Cristo! Agora, vamos para uma nova etapa! Como diz a cantora Ana Carolina em sua canção:

"... na vida que ficou em minha vida tão perto de mim..." Ana Carolina

Diferenças de peso


Tenho uns comentários antigos de artistas como este de Caetano Veloso. O homem pegou a alma da identidade masculina. Uma mulher, separada ou viúva(inclusive solteira) sabe muito bem se virar sozinha por tempo indeterminado. Já o homem.... rhum! O homem tem uma grande ou imensa dificuldade em lhe dar com a solidão. Sendo viúvo, divorciado o tempo limite de suportar a solidão é mínimo. Então, vi este comentário do Caetano Veloso muito inteligente. Segue:
“Acho que o homem depende mais do casamento do que a mulher, ficam mais desamparados quando se separam. Mulher é adulto, homem é criança”

Um pai



Isto mexeu muito comigo. Crianças e a importância de um pai e uma mãe na vida deles. Ontem assistia o mais estrambótico velório da mundo: O velório de Michael Jackson! Lá artistas, celebridades amigos e familiares davam o último adeus ao rei do pop. Entre tantas homenagens não me segurei com as declarações de Paris Jackson, filha o rei, com apenas 11 anos. As palavras dela me levaram às lágrimas... Acabou comigo. Aliás, acabou com qualquer teor de críticas e maldades para falar das esquisitices e monstruosidades que o pai Michael colecionou em sua carreira.
Em sua última homenagem ao pai, Paris falou para ele, mas principalmente para o público, e quem sabe(pra não dizer diretamente), o grande alvo: a Imprensa!
Como, por exemplo, estas frases da pequena Jackson:
“Ele era melhor do que vocês poderiam imaginar”
ou do tipo:
“ Desde que eu nasci, papai foi o melhor pai que vocês poderiam imaginar”.
Tudo na terceira pessoa; tudo para que todos soubessem QUEM FOI MICHAEL JACKSON.
Ali, falava uma menina sobre o pai. O pai que para ela nada tem haver com a imagem que rotularam dele. O pai do colo, das brincadeiras, do companheirismo, enfim, do ensino, da educação e do amor. O pai presente....
Isto me derrubou de tal forma que não só atingiu a mim; mas como o mundo inteiro. A importância deste pai para Paris...
No basta de falar sobre a imagem de seu pai, Paris, aos prantos, desabafou e pediu:
“ Não falem mal dele, ele era bom. Vocês, não conseguem imaginar o quanto ele era bom. E eu somente gostaria de dizer o quanto eu amo ele”.
Pai ausente dói no coração de qualquer filho; já um pai morto é trucidar com a alma de uma criança....
Foi comovente... Que Deus ilumine estes pequenos, que não sejam fetos de laboratório da imprensa sugadora. Que não tirem a direito a uma vida digna que eles tem... Pobre crianças... Uma nova estrada os espera...

Samba no sítio

Isto aqui é uma palhinha do sítio dos adoráveis amigos Janaína e Xexéu! Em janeiro, comemoraram o aniversário deles lá. Foi realizado, de lambuja, o encontro da Confraria do Samba! O clima é tão gostoso, tão familiar, tão alto astral que hoje, resolvi dividir com meus amigos!

terça-feira, julho 07, 2009

Tarde gostosa





Esta turma aí, quando se junta, é farra na certa! Crianças... amo-as.... Queria todos os irmãos juntos para brincarem e se divertirem pois eu amo, amoooo estes curumins! Sempre tive esta sintonia com o mundo infantil. Por muitos anos estava adormecido este elo com estes anjos humanos. Crianças. São puras, sinceras, verdadeiras e papo-reto, sacumé?
São elas!
Aí, nestas fotinhos, foi de uma tarde muito gostosa de fim de semana! João Vicente com seu primo Mateus e os irmãos(meus filhos de coração que tanto amo), Aninha e Digão! São todos especiais! Neste dia a casa era somente nossa! Então, teve a brincadeira: "O Desafio"...na qual eu fazia eles passaram por um batalhão de provas de quem era o melhor! A mais hilária(e tenho filmado! amo rever) foi a Dança da abertura da novela global, Caminho das Índias! Ri muito e me impressionei com a criatividade deles! Bolo de chocolate, pizza feita em casa, arroz, feijão, bife a milanesa e batata frita!!! Quer coisa melhor? Para terminar a noite, bolachinhas e um nescauzinho para adoçar o sono destes anjinhos! O João Vicente era só alegria ter os irmãos por perto. E, confesso, ter eles juntos dá gosto de ver. Eu particulamente acho o meu filho, a minha cara. No entanto, quando vejo estes anjinhos juntos, ao lado do meu pequenino principezinho, percebo que todos tem muitas semelhanças...muitas! A testa rsrs tá na lataaa!
Se Deus quiser, vindo a casinha minha vamos rir muito mais. Meu sonho é ter uma casa com piscina! Deixem eu sonhar, tá?
Aí.... ninguém vai nos segurar.

Surpresa querida!








Momento inusitado neste último sábado que passou. Estava eu na Confraria do Samba comemorando o aniversário da adorável Anete quando, num cômico improviso na troca de fraldas do João Vicente encontro, no ‘toilette” esta simpática senhora e sua amiga. Conversa vai; conversa vem e descubro que ela é a mãe da nossa ginasta olímpica Daiane dos Santos! Não me contive(lembrando de cara, obviamente) e falei do sonho de meu sobrinho Mateus de tirar uma foto com a sua filha Daiane. D. Magda deu as dicas, falou quando a nossa pequena grande atleta chegará aos pampas e, ao sair do local, recuou e me disse:
“ – Mas eu TE conheço!”
Foi uma comédia! Eu, a própria satélite abduzida quando estou em minha percussão sambística realmente não pertenço a este mundo.
Me busquem na fendaaaaaaaa!!!
Sou a legítima desligada... Foi uma tarde muito gostosa com meus amigos e, claro, meus amores!

Ééééé




Éééé... há quem achasse que meu mundo era SOMENTE rodeado de planetas maternos. A prova disto foi alguns e-mails súbitos, esquecidos pelo tempo que me escreveram apenas para confirmar se realmente minha vida não era mais no singular. Em nada me impressionou. Eu já esperava. Então, por meio deste meu satélite venho apresentar o André. Aquele cara, bom de papo, comunicativo, ariano nato, ousado e alegre. Começamos como amigos. Amigos mesmo. Ambos confidentes do que significa a vida em momentos difíceis. Em seguida a sacada de que eu estava num mundinho tão fechado que o André não pensou duas vezes em fazer ‘toc-toc” para permitir ingressar em meu dia-a-dia. Olha, eu dizia ‘sou complicada. Minha vida tem uma rotina X”. Ele? Nem aí... O Déh queria a chance de fazer eu enxergar outro mundo, outra forma de sentimento. Temi, relutei mas cedi. E tá aí. Cada um com seu universo, seu pacotinho de problemas, mas nas horas vagas é assim que ficamos. Curtindo momento a dois...momentos a três... e futuramente... mais trupe! Pois se Deus permitir e quiser, nos abençoará fazendo faxina nos problemas da vida. Eu achei este pensamento vagando pela internet. Lindo, compartilho com vocês...



“Novos Ares por aqui

vontade de sonhar novamenteme

entregar sentir o coração pulsar

esquecer das dores e viver amores

"ele veio como um sonho me confortar"

com suas palavras me acalmar

e do seu sentimento eu quero provar

quero viver um sonho à mais uma nova chance para mim

chance de um sentimento sem fim. . .

Meus olhos voltaram a brilhar

e com você eu comecei a sonhar.”

(Anônimo)