segunda-feira, fevereiro 22, 2010

Eu...




É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer. Sobretudo tenho medo de dizer porque no momento em que tento falar, não só não exprimo o que sinto como o que sinto se transforma lentamente no que digo. (Clarice Lispector)

Superação!


"Desenvolver força, coragem e paz interior demanda tempo. Não espere resultados rápidos e imediatos, sob o pretexto de que decidiu mudar. Cada ação que você executa permite que essa decisão se torne efetiva dentro de seu coração."

sexta-feira, fevereiro 19, 2010

Salvem os corações

Sabe aquela conversa gostosa que só as mulheres usufruem o sabor de verbalizar a sua vida? Mulheres param tudo para um tricô básico de palavras. Seja ele no banheiro, num restaurante ou na mesa do trabalho. Vale tudo para um trololó da saia. Ontem eu tive um destes, por telefone. Era tarde da noite e o meu sono não vinha de jeito nenhum. Foi quando decidi ligar. Contei, entre tantos assuntos, um fato que havia me deixado surpresa e sem respostas. Verdades em excesso, medos escondidos, mágoas escusas em e-mails e mais e-mails em nada explicava tamanho aborrecimento que havia sentido. Logo agora? – indaguei. Momento da minha vida tão legal; tão bacana. Vivo aqueles sentimentos de superação, de solução, de vitória, de felicidade, paz... são tantos... - sabe? Sabe aqueles problemas estarem sumindo? Pois é. Sumindo. E no meio desta brisa de bênçãos veio um contratempo que não esperava sentir ou passar. Estou tão realizada em ver meus projetos se moldando e o melhor, ver o meu filho cada vez mais companheiro e maduro com todo aquele tamanhinho. Mesmo assim fui incompreendida. Paciência. E a isto confessava a esta minha amiga.
Do nada, ela também passou a desabafar. E isto me deixou tão atenta que não só ouvi como pedi que ela relatasse isto ao seu blog. Negou na hora. Segundo ela, seu blog aborda muito este tema.

Aí pedi a permissão de contar o que ela concluiu. POIS EU CONCORDO EM TUDO QUE ELA DIZ.
Minha cara blogueira está decepcionada com os seus novos relacionamentos. E a isto ela pegou o néctar do que muitas mulheres sentem. E, por concordar veementemente com ela, passo a dividir isto com vocês. Sem imaginar que suas palavras estavam adormecidas dentro de si, esta mulher com “LH” desabafou o que realmente a entristecia. Até aquele momento, tudo era turvo e desconhecido para ela.
Seguem suas sábias palavras:
“ ... despejei uma frase que me surpreendeu bastante. Disse que duvido que possa “encantar” alguém novamente. Sabe, não acredito mais que tenha a capacidade de ser “especial” para o outro. É como se ninguém olhasse para mim buscando conhecer minha maneira única de ser. Porque cada um de nós é único. E esse sentimento se desenvolveu porque ultimamente tenho observado que as pessoas não olham, para mim, com esses olhos e sim, como um produto Ou seja, não com os olhos de quem quer conhecer-me realmente, mas sim com olhos de predador. A conquista, a sedução tem uma conotação muito explícita e definida. Digamos que fria e calculista. Depois que o objetivo é atingido, passamos para a ‘vala comum”, “mais uma”, sem distinção de nada. É triste, mas descobri este sentimento em mim”
Fiquei bege com suas palavras... Como eu digo aí em cima, logo a direita, sou uma “sonhadora, destemida e incansavelmente romântica”. Temo que este meu lado ‘destemida’ me decepcione. Sou teimosa. E também sou romântica, sim! Mas acima de tudo eu e meu filho nesta empreitada da Vida. Aliás, somos um só de alma. Não estou mais nesta vida sozinha(ufa! Que bom). É tão difícil entender... fazer entender.
Acredito em Deus e torço para que esta minha amiga blogueira encontre alguém mega especial. Hoje meus aplausos são para ela. O mundo tá muito calculista, cheio de opções ocas de espírito. E o principal, que é a alma e a essência do ser humano esteja maquiado de inverdades e de egoísmos.
E buscar este estalo do verdadeiro sentimento basta enxergamos láááááááá no fundo dos olhos! E, quando nossos corações disparam – esse ‘time’ que algo aconteceu. Aí sim nasce a verdadeira luz de um relacionamento. E isto está extinto gente... que pena...

Não deixem morrer.

Salvem estes corações!

quinta-feira, fevereiro 18, 2010

Mais amor para estes anjos

Sábado, 13/2, estive na Casa Acolhida Só Bebê. Uma casa de passagem para crianças vítimas de maus tratos, abandono e violência sexual. Era aniverário do integrante mais velho da casa. Um menino lindo mas com um passado assombroso de desamor dos pais. Não é de agora que comento sobre esta casa que abriu ano passado para abrigar e desafogar a superlotação de anjos abandonados em orfanatos da cidade. O que dói é que muitas vezes vejo a justiça sendo injusta com estes anjos. Desde que abriu esta casa, dentro do meu tempo, no meu universo de forças vou lá ajudar. Arrecado roupas, alimentos, brinquedos, alimentos e remédios. A labuta é intensa. Viver de doações é algo como uma aventura: Você nunca sabe do amanhã. E no que posso estou lá pra dar um colo, um abraço sincero, ouvir, beijar aquelas crianças lindas e mega carentes. No meu blog existem outros posts do “Lar dos Bebês”, como gosto de dizer. E neste último sábado de carnaval fui lá. E na casa, me apresentaram o novo morador. Um menino de sete meses em que a mãe, moradora de rua, usuária de crack, o deixou naquelas espécies de albergues noturnos. Sumiu. Desapareceu. Então, por decisão judicial foi encaminhado para lá. Logo que vi, custei(aliás, é difícil fazer cara de paisagem sabendo do histórico destas crianças) a disfarçar. Era um choro entalado na garganta. Meus olhos marejados fixaram naquele menino e logo me perguntei:
“- Porque meu Deus... porque meu Deus...por quê?”. É incrível. Por mais que eu freqüente aquele lar tantas vezes ao mês quando chega um novo membro eu sempre fico estarrecida com o histórico dele. A sorte que lá, neste lar, eles recebem obesas doses de amor e carinho. Aí, quando engordam, ficam saudáveis, com remedinhos e vacinas em dia recebo a notícia: “ – Fabiana, você sabia que o fulano(bebê) foi devolvido para a mãe?”... E o enredo estas mães são mais ou menos estes: Jogou o recém nascido contra a parede na hora do parto, abandonou em terrenos, lixos, matos e banheiros públicos, morava na rua ou usuária de drogas sem solução. E a justiça rema em achar que é melhor devolver estes anjos a estes pais sem luz e vida.... Coitadinhos... Teve, inclusive, casos de retorno ao lar porque a mãe descumpriu com ‘a regra’ judicial. Ou seja, voltoua abandonar; voltou a agredir e não cuido do filho. Gente!!! Fez; fez! Já era! Que acelerem logo os prazos para adoção e paz para estes pequeninos que tanto suplicam por carinho.
Caso queiram ajudar liguem e se informe de que forma podem estender uma mão que representa: OPORTUNIDADE DE SER FELIZ!
Telefone do Lar: -51 - 3029-25-21 ou 51 - 8168-23-98 c/ Denise Miceli, a mãe social destes bebês

Tudo no branco!


Pintar o telhado de branco ajuda a combater o AQUECIMENTO global. Esta é a nova-velha teoria para abrandar a fúria do planeta. Não é de agora que leio sobre este tipo de técnica. Dizem que para afugentar do calor nada melhor que a cor branca já que os telhados escuros absorvem em até 80% do aquecimento! Porto Alegre poderia adotar esta técnica já que foi considerada, dia desses, como a cidade mais quente do planeta. Foi na primeira semana de fevereiro - não recordo o dia. Era tão intendo o calor na capital gaúcha que cheguei a ter a impressão que, se botasse massa de pão para assar na rua; sairia – certo - um pãozinho da-que-les! Supimpa!
Estávamos no próprio forno de uma babilônia em chamas. Graças a Deus a chuva veio, as ‘nuvens hermanas’ vindas das Argentina também chegaram e atenderam nossas súplicas por uma temperatura mais amena. E neste ‘desespero’ ‘Dérmico” lembrei que, certa vez, vi uma matéria que falava sobre telhados brancos. Hoje eu vim aqui dar este meu “alouuu” da estação! Segundo pesquisas, um telhado branco de 100m2 compensa cerca de 10 toneladas de gás carbônico, o equivalente à emissão anual de uma típica casa americana. Quem afirma isto é Marcos Casado, gerente técnico do Greenbuilding Council Brasil. Legal, não?
Também, em sites que li, eles falam em telhados verdes. Estes, ajudam até a diminuir enchentes! Engraçado que quando li me pareceu tão óbvio...
Te imagina de roupa preta em plena avenida atolada de carros buzinando sob um sol escaldante! Horrível, não? Correto. Seria ideal ter aquela roupa clarinha, principalmente o branco para se sentir melhor. Bom, sei que seria interessante o Brasil investir nisto. Material para reformular nossos telhados é que não faltam. Dá para tintas para telhas de barro, cimento e fibrocimento ou pintar com resinas eco-térmicas, como também passar impermeabilizantes brancos para lajes e marquises, comprar telhas claras; e material de coberturas brancas como painéis de aço branco. Tudo no branco. E né que fica lindo! Vejam esta foto da Grécia... hummm que romântico! PS: Só falta o príncipe no cavalo branco! He He He brincadeirinha gente! He He He

terça-feira, fevereiro 16, 2010

Preparativos I

E os preparativos para o aniversário do João Vicente e da sua priminha Shayene já começaram! Eu e minha ultra-super cunhada Ivana não pestanejamos para deixar o aniversário com aquele brilho da infância que até nós adultos ficamos saudosistas. Pra quem não sabe, o João Vicente faz aniversário no dia 23 de abril de 2007(dia de São Jorge! Salve!) e a sua priminha Shayene veio ao mundo no dia 24 de abril do ano passado! Um dia de diferença! Então, em comum acordo com a família combinamos de comemorarmos o um aninho dela e os três anos do João Vicente juntos! E o tema? Gente! Nada mais lindo: As Princesas e O Pequeno Príncipe! Hoje comecei os recortes de dezenas de estrelas amarelas e prateadas!
Tudo para colocar penduradinhas no teto. Vai ser um cenário lúdico e mágico do Pequeno Príncipe. Nas mesas balões do planeta Terra e passagens do livro como este, por exemplo: 'o essencial é invisível aos olhos". Tem os planetas que já estou pintando também. Nossa... Estou me sentindo no primeiro grau com trabalhinhos artesanais do colégio. Decidi eu mesma fazer o cenário do Pequeno Príncipe já que é difícil achar em casas de decoração infantil este tema.
João Vicente está animado! E a nossa princesinha Shayene já faz os preparativos para ser coroada com a princesa da família! Linda, não? E o meu fofo com a roupa do Pequeno Príncipe! Março já acena e abril logo vem! Estou amando fazer isto para o meu filho é o MÍNIMO que faria por ele. Ele tá bem animado! he h he he


PS: aos poucos vou postando tudo que ando montando para o aniversário. São dicas bem bacanas!

Uma grande verdade



A memória somente guarda quando é para se vingar. Esquece dos favores para lembrar das ofensas.

(F.C)

quarta-feira, fevereiro 10, 2010

Peso e medida, sempre.

Voltei decidida. Só falta achar um médico compatível aos meus dois planos de saúde. Porque é dose ter que pagar consulta particular se a gente tem dois planos. Esta decisão bateu o veredito há poucos meses. Eu quero voltar a ser a fofinha(e eu avancei o fofinha, já estou gorda mesmo), não me imagino cabide de esqueleto. Sempre fui da carne. A questão é: nos últimos anos passei do limite e ‘deitei os cabelos”. E, infelizmente, parece que a mulher tem mesmo esta cobrança maior. Hoje eu vejo filhas de amigas minhas crianças não comendo com medo de engordar. Longe de ser extremista em ambos os lados. Nem mais nem menos. Acho que há de se ter uma medida para todas as questões. O pecado é quando esta infância tenta pular etapas vulgarizando, por assim se dizer, com o excesso de ‘evolução’.
Neste louco mundo teve até cientistas que acompanharam um grupo de mulheres – entre 35 e 69 anos - e concluíram que algumas das voluntárias estudadas se autocriticavam uma vez a cada três minutos. É o cacoete do Eu perante a pressão da moda e da perfeição. E nesta tese alertaram que a maioria tem pensamentos negativos sobre o próprio corpo 36 vezes por dia.
Queixas clássicas do tipo:
“- Preciso emagrecer”;
“- Nenhuma roupa está bonita.”;
“- Meu cabelo está horrível!”
E a contabilidade do ego é absurda!
- Em uma semana grande parte das mulheres somaram 250 pensamentos negativos; outras chegaram ao extremo de fechar 1.400 críticas em sete dias. E um detalhe, a maioria, era pelo turno da manhã. E eu sou assim? Olha, ultimamente andava meio alienada. O despertador está soando agora, de novo. Sem radicalismos, o importante é ter consciência de que: muito é ruim e pouco; também! Peso e medida, sempre.

Túnel do Tempo via Satélite Abduzido

Tem coisas que tem haver. E o haver encaixa justamente com o hoje. Há comportamentos que não mudaram ainda. E como repasso minhas notícias antigas aos amigos Dihittianos, resolvi que posso fazer o mesmo aqui. São textos antigos que eu ando revisando e filtrando quais posso mostrar anos depois. E um deles, de alguns que vou postar estão nestes posts de 2010! Túnel do tempo do Satélite! Quando vocês lerem este título saberão que é um resgate filosofal de palavras que circularam na órbita dos meus planetinhas do blog! Tá? “Prestenção”: Túnel do Tempo via Satélite Abduzido! Hoje o primeiro:
***********

Como escuto relatos pessimistas... falta do que fazer, de ver a realidade de perto? Freqüentar, por 24 horas um Pronto Socorro, e ver a triste realidade para, assim, digerir o egoísmo de pensar que era infeliz?Não. Respeitando este triste cenário acredito, sim, que sofremos de vários tipos de dores. No entanto, a dor da solidão ou o medo dela pairar em nossas vidas está sendo o grande mau do século. Um mau desta geração dos “auto-suficientes”. Ninguém aceita mais defeitos.A intolerância, hoje, é a protagonista de muitos rompimentos matrimoniais. Décadas atrás, tudo era como um banhado. Um banhado de angústias. Sentimento ligado à mulher que engolia todas as espécies de sapos verbais e de atitudes de seus companheiros.Na nascente deste milênio uma nova realidade.Um número assustador de mulheres, à mais que os homens, ‘por metro quadrado’, em cada quadrante deste rico país. Uma tendência em quUma tendência em que “saia” ocupa os maiores graus no sistema trabalhista. A maioria, delega gestações adiadas e trabalho, em ascensão, na preferência. Tantos projetos e adiamentos de uma constituição de família que, tornou homens e, principalmente, mulheres, pessoas com alto grau de carência enfim, solidão. Neste monólogo de sentimentos há duas facções: as que preferem a solidão do que um “encosto” sugador de energias e dinheiro. Aliás, nenhuma mulher atura, por muito tempo ser alicerce de um homem. Não toleram o fato de ser mãe substituta ou gurú, de seus maridos ou namorados para um todo e sempre. Também, existem aquelas que, mesmo bem sucedida, não suportam o fato de não ter uma ‘conchinha’ para adormecer todos os dias. A conotação de felicidade se resume apenas em ser par. Ímpar jamais! Isto é pauta certa em qualquer roda de saia! O medo de ser só... o medo do amanhã...Isto que me impressiona... O Bussunda pensava que seria a sua última partida de futebol com amigos? Não... o destino é uma roleta russa...Bom...falei demais ... mas que isto rende horas de assunto, ah! Isto rende!Dá cada “tricô” em rodas de amigos... Inclusive já estamos abrindo uma loja com vários blusões e calças! Tudo com a santa proteção da Nossa Senhora Desatadora de Nós!
Post de 2006

segunda-feira, fevereiro 08, 2010

Prêmios Dardos também passou por aqui!

O Prêmios Dardos também passou por aqui e estou, com muita satisfação, declarando no momento, as homenagens que fiz para blogueiros deste mundo virtual afora...
São tantos...
Não tem lista de 100? rsrs
E foi com muita alegria que recebi o Prêmio Dardos de Literatura da minha super amiga Sônia Pires do blog www.soniapires.blogspot.com e do querido Marcos Mariano do blog http://rebobinandomemoria.blogspot.com/! Portanto, dedico aqui, meu agradecimento e faço das palavras de ambos, a minha condecoração a outros amigos blogueiros!

Este é o "Prêmio Dardos" que dá a cada blogueiro reconhecimento de seu valor, esforço, ajuda, transmissão de conhecimento todos os dias. Ofereço esse prêmio a esses blogs listados abaixo,com o devido reconhecimento do trabalho de seus autores.
Regras:
1. Você terá que aceitar e colocar em seu blog, juntamente com o nome da pessoa que lhe deu o prêmio e o link do seu blog;
2. Você terá que oferecer o prêmio para 15 blogs que são merecedores deste prêmio.E não se esqueça de avisá-los sobre a indicação.
Indicando, com carinho, para:

1. Sônia Pires do blog www.soniapires.blogspot.com

2. Rosana Madjarof do blog http://www.saudadeeadeus.com.br

3. Lila do blog http://lila-conversandocomospais.blogspot.com/

4. Marco Mariano do blog http://rebobinandomemoria.blogspot.com/

5. Daiana do blog http://connectingpeople-rs.blogspot.com/

6. Mariana do blog Gargalhando por dentro

7. Ebrael e o seu blog maravilhoso http://www.ebraelshaddai.net/ ou http://mundo-das-poesias.blogspot.com/

8. Blog do Diego JR http://ultrapassandobarreiras.blogspot.com

9.
10. Eu Mulher do blog http://mulhernaidademadura.blogspot.com/

11. Blog Fragmentos http://fragmento-ama.blogspot.com/

12. Solange Maia http://eucaliptosnajanela.blogspot.com/

13. Maria Souza do blog Maturidade

14. Josy do blog http://bananacomfarinha.blogspot.com/

15. Rodrigo Nascimento do blog http://vozdistante.blogspot.com/

sábado, fevereiro 06, 2010

Revelação

E este ano de 2010 tem sido bárbaro! Tirando uma espécie de “big bang” eu posso dizer que a minha vida realmente passou a só dar sinais positivos. Gostaria muito de dividir tudo(nos mínimos detalhes) isto para vocês! Porém, hesito em confessar tudo pois considero cedo para falar... Me sinto tão ingênua...
Só comunico que o que eu soube nesta semana foi tão revelador(aliás, estava na cara! Só pode!)e que só me fez chorar(e muito) de alegria! Veja bem: de alegria!
Revelações que só abrandaram meu coração tão calejado e amedrontado! Saí mais forte ainda! A viagem já tinha me feito um bem enorme!


O mar é fato: É o meu descarrego! E aquelas palavras que foram sopradas em meus turvos pensamentos eu nunca mais vou esquecer. Nunca!
Digamos assim: Vamos falar de Kardecismo?
Para quem acredita sabe que no universo de nossas famílias fomos elos, também, de outras reencarnações. E o porquê disto, o estudar estas passagens, justificar etapas enfim, passagens do que vivemos sempre tem um sentido. Foi este o sinal – que evidentemente estava estampado no meu destino – e esta pessoa me revelou. Gente... falo de tudo; principalmente do meu filho, João Vicente.

E pasmem! Tem mais! Esperem. Em breve ou sei lá... quem sabe um dia eu conte para vocês aqui. Só que navegando pela internet eu vi esta foto deste clássico filme “Em Algum Lugar do Passado”... Dá vontade de rever sabe? Pois a vida, o Planeta em si é uma fagulha perto do universo de indagações que a nossa vã filosofia nunca alcançará. São mistérios. Apenas devemos prestar atenção aos sinais.Descobertas. Momentos da minha vida muito evidentes! Só peço a Deus que abençoe, mais ainda, as profecias ditadas! Pois foi lindo saber como a vida é mágica e como é certo que Deus escreve correto sem esquecer - de seu modo torto de rabiscar e mal compreendido – que estamos sempre enganados! As vezes a gente acha que ele nos abandonou. E não abandonou, não!!!
Com o tempo Deus prova que sabe de todas as coisas.
Por aí, vi esta frase bárbara da Clarice Lispector. Ela pegou a alma deste meu presente recebido terça-feira! Se é ou não é. O fato é que já sou e ficarei mais feliz! Abri meus horizontes!
Vejam:

“ Viver é o meu código e o meu enigma. E quando eu morrer serei para os outros um código e um enigma.”

"Tudo no mundo começou com um sim. Uma molécula dissesim a outra molécula e nasceu a vida.Mas antes da pré-história havia a pré-história dapré-história e havia o nunca e havia o sim. Semprehouve. Não sei o que, mas sei que o universo jamaiscomeçou.Que ninguém se engane, só consigo a simplicidadeatravés de muito trabalho." (C.L.)

sexta-feira, fevereiro 05, 2010

Passou dos limites!


Olha, Porto Alegre que há muito tempo a chamo de Forno Alegre está passando dos limites – nem quero citar sobre o porquê destes efeitos climáticos que não estou afim de filosofar com cientistas metereológicos! O calor me atinge, me incomoda e, me aborrece! Eu não suporto o calor! Minha pressão baixa, meu humor evapora e fico escrava de um ar condicionado. É de fritar! O Verão embrulha meus sentimentos e sensações. Estou num caos! Só não reclamo mais pois onde trabalho há quem reclame do frio devido ao ar central do prédio.
Mas depois?
Entrar no carro que ficou manhã e tarde num sol torturador? Gente, já estou com saudades do Inverno do outono! Tá eu sei. Aí chega esta estação desejada e eu vou reclamar do gelo. Até porque, ser gaúcha morando nos pampas do Brasil é ter isto. Ser oito e oitenta. Nada é “meia-boca”. Tudo é ao extremo! O clima gaúcho é mulçumano, xiita e radical! Vou fugir da cidade pois O Laçador tá cuspindo fogo nos quatros costados da cidade!

quarta-feira, fevereiro 03, 2010

Anos em vida e hoje penso diferente

E amanhã, 4 de fevereiro estarei anos mais sábia e também, anos mais rechaçada rsrs Amanhã, quinta-feria de um fevereiro tórrido em Porto Alegre estarei anos em vida, mais abençoadamente gratos a Deus por me permitir viver. Viver! Seja na alegria, ou na tristeza, na saúde ou na doença. Agradecer por tudo! Viver com intensidade, sempre sorrindo e espalmando as mãos para mais uma batalha vencida! Trinta e oito anos! Quem diria! E hoje me perguntaram:
"- Onde será a festa Fabinha ?"
Boom!
Fiquei sem o que dizer! Lembrei que tinha que fazer algo! Em cima da hora? Nem eu me reconhecia. Foi aí que passei a lembrar o que eu penso hoje em dia sobre comemorar o meu aniversário.
Lembro que antigamente, sofria por antecipação com o meu aniversário. Onde, como, quando e quem vai. Sim! Quem iria no meu aniversário em pleno verão? Nasci numa época de veraneio. Difícil pegar alguém na minha capital. Ansiosa, estudava minuciosamente meus convidados disponíveis para a festinha. Hoje não. Tudo mudou. Não procuro fazer festas. Meu objetivo é estar em família, ter meu filhinho soprando a velinha junto comigo e, se tiver mais sorte ainda, ter meus amigos por perto. Cheguei a uma idade que aniversário tem outra conotação para mim. É símbolo em louvar por ter a oportunidade de viver mais e mais. A Deus eu só peço saúde para ter sempre meu filho perto de mim. E muitas bençãos por vir! Nunca estive tão serena e feliz como agora! Graças a Deus. A viagem, foi um clique para a minha virada! Amém.

O retorno

Fabinha! Que férias rápidas estas? Há pessoas que indagam os 15 dias de folga que tirei. Calma, existe outra parte! Sim, férias fatiadas. Assim resumi o meu retorno. Em abril usufruo o restante do saldo de dias em descanso que objetivei. Vai ser o mês de aniversário do meu filho e nesta época estarei em total dedicação para a sua festinha. E estas férias de janeiro/fevereiro foram ótimas; foram bárbaras tanto para mim quanto para o João Vicente. Foi o momento de esquecer o corre-corre do mundo, de recarregar o celular, de não precisar de despertador, de ter as havaianas a sua grande companheira de pegadas e ter o sorriso e espanto do meu filho em desbravar cada grãozinho de terra catarinense. Ter o vento, o cheiro da maresia(aliás, se sentir uma legítima marisqueira!), o sol lapidando a derme do corpo, o suco de butiá que tanto ansiava em degustar novamente, o encontro com a minha família paterna, os camarões, siris vixi... a legítima gastronimia marítima... Gente, tanta coisa... Rever raízes, relembrar cada cantinho daquele cidade algo que foi marcante ou engraçado em tempos, por exemplo, de carnavais. Nossa! Quantas lembranças; quantas histórias... Laguna, Santa Catarina! Terra adorada e minha segunda raiz. Sim! Sou fruto de um amor entre um catarinense e uma gaúcha! Sou, portanto, cataúcha! Se conseguir me reogarnizar, por aqui, vou postar várias lembranças lagunenses no meu blog. Por enquanto fica esta 'oficializada' do meu retorno ao satélite! Satélite Fabinha abduzida? Correto! Fui abduzida sim. E voltei me sentindo mais determinada, mais otimista e muito mais dona do meu nariz! Meu filho também curtiu horrores! Aliás, tudo que faço hoje é por ele! E com ele sorri muito nesta viagem! Valeu a pena! Esperem eu me aprumar nesta Forno Alegre que está apagando fogo com gasolina! Gente! O que é o calor desta cidade? Final de semana clube, praia...mas aqui na capital gaúcha está impossível ficar!