quarta-feira, março 23, 2011

Três mosqueteiras e seus mosquitinhos

Teresa Cristina canta “Pagar pra ver e ver a vida ensinar” une sua bela voz com conhecimentos do destino.
Esta música me inspirou a falar, hoje, sobre este sentimento: a amizade. Aqui no Sul eu, Lica(Liana, de azul) e Dani(Soneca, de branco) brindamos sempre este laço afetivo - que perdura desde os tempos de academias – com muita alegria e verbo no gogó!
Ninguém imaginava que uma amizade de academia fosse durar tanto.
O esporte nosso?
Capoeira do Grupo Nação – atualmente conhecido como Camboatá.
Conheci estas meninas em meados de 1995/1996 pelo bairro Menino Deus. No começo éramos apenas companheiras do "chêquénden”.
As rodas de capoeira fascinaram ambas por existir uma espécie de “mandala humana”(a roda) que representava uma fonte de energia; mais a vestimenta branca que soma a união de todas as cores. E junto a tudo isto vinha o canto imantado de uma história de séculos que ecoa – até hoje – pelo grito da liberdade e da igualdade da raça negra. Não tinha como não se apaixonar por algo que envolvia esporte, energia, música e história! E foi neste cenário que nasceu este sentimento puro, de “irmãs de outras vidas” que nós temos uma pela outra. Três mosqueteiras regadas de sonhos, aventuras e vontade de viver e amar! Tropeços e comemorações; cada qual com enredos fortes de existência. Nas ingazeiras abençoadas por Mestre Bimba e Pastinha ganhamos o prazer de até hoje nos encontrarmos!

E o melhor!
Cada uma com sua leva de filhos.
Eu tenho só o João Vicente que está prestes a fazer 4 aninhos.
Já Lica tem três lindos filhos: Vitória – uma moça linda que vi nascer, Santiago – o adorável “Boo” de quase 6 anos e Camila – minha norinha linda de 2 anos.
E a Dani, nossa Soneca, tem o Rafael de quase 5 anos e agora espera - para junho - a vinda de uma linda menina de nome, Larissa! Perceberam a escadinha dos meninos, nossos filhos? Eles são super unidos! Amam estarem juntos. Adoram uma farra e lamentam quando chega a hora da despedida. Enfim, somos as Três Mosqueteiras com seus adoráveis mosquitinhos! he he he
Para mim não tem maior e mais compensador prazer do que ver um filho feliz.


E o João Vicente quando está com eles fica radiante! É isto aí gente. Bateu a vontade comemorar a Amizade aqui no Satélite. Graças a Deus sou abençoada com estas amizades não só das mosqueteiras mas de outras pessoas especiais que um dia vou dividir com vocês aqui também. Meu objetivo foi mostrar o que um samba aí da vida diz A amizade nem a força do tempo irá destruir! Somos verdade”. Valeu por vocês existirem, amigas!
*Fotos deste domingo - 20 de março de 2011.

4 comentários:

Eduardo Montanari disse...

Camisetinhas infantis do Homem-Aranho também são eternas. Eu mesmo tenho a minha até hoje.

Emíliana disse...

Parabéns por essas amizades tão bacanas!
Se vc soubesse a falta que sinto de ter amigas assim...
Feliz de vc Fabi.
Beijokas

Jim Carbonera disse...

é cada vez mais raro alguem falando de amizade, pq cada vez menos se tem elas.

Homenagem merecida!

parabens

bjao

http://www.estilodistinto.com

satélite abduzido disse...

Obrigada amigos! Fiquei muito feliz com a visita do novo companheiro de blog Jim! E tu Eduardo, como sempre querido e autêntico em teus comentários! Emília linda! Tu é demais! bjo bjo bjo