domingo, julho 02, 2006

Trejeitos


Quase 48 horas tocando meu pandeiro quando o meu corpo disse "Basta"! Ontem, senti os ossos pesarem, tinha uma certa preguiça de falar, fadiga em mover-me...Não sabia explicar o porquê de tanto cansaço.
Saí da mesa dos músicos da Banda, sem dar um motivo sequer para os amigos. Sempre surgia um para perguntar se estava bem... Nem eu sabia justificar. Preferi, então, ficar com meus amigos conversando. Foi aí que percebi que nem em pé eu me sentia bem.
Voltei cedo para casa.
Dormi.
Hoje, o presente:
Uma dor intensa em todo o braço direito e uma leve luxação no pulso direito.
Meu pandeiro me judiou...

Partinhdo desta pauta resolvi entrar no site de um grupo chamda Samba de Rainha(www.sambaderainha.com.br). Um grupo paulista composto somente por mulherees. O samba é bom e elas são o máximo.
E, ao adentrar nas leituras do site delas, chamou-me a atenção um comentário da amiga Pati! Escreve de forma pitoresca um comentário muito legal sobre o grupo.
Ela fala do modo de ser de cada integrante e os trejeitos de cada uma tocar!
Detalhe:
Quando li sobre a pandeirista do Samba de Rainha lembrei das várias observações que meus amigos já me fizeram sobre as minhas caretas do tuc chic tuc chic tuc!!!!
Dizem, também, que tenho uma tendência a sempre virar o rosto tocando.
Eu explico.
É uma forma automática-sonora, hummm ...um trejeito de ouvir 'melhor' o pandeiro(até porque eu sou surda, né?).
Para os olhos dos outros é engraçado!
Fora um outro amigo que insiste em dizer que fico apertando meus lábios... Comentamos também de vários outros sambistas daqui, do Sul. O jeito de tocar do Nego Neco, por exemplo, é diferente! Existe um certo "epiletismo corporal" quando toca tamborim ou, também, sua abdução quando 'conversa' com o tarol. Porta-voz do samba se tremilica toda! Não sabe se toca ou se dança! Alemão Charles sempre de boca aberta e olhos fechados...Fora os outros!!!
É normal.
O porquê, também, não sei explicar.
E, neste site das meninas paulistas, tem um comentário interessante, desta Pati que citei aí em cima, sobre esta 'encarnação' musical de cada uma delas!
Vejam no que aparece no 'comentário' do grupo Samba de Rainha:
"Nilton,
Agora que você faz parte do grupo de email, preciso desabafar-ar-ar-ar 'em off'!Que ninguém nos ouça...Preciso do seu pulso forte para tentar controlar essas mulheres desvairadas, descontroladas, frenéticas, que me cercam. Veja só:A Naná não sabe se toca ou se beija. Ela tem beijado mais do que tocado. A Érica faz mais sucesso com o rebolo do popô do que com o rebolo na mão.A Carina fecha os olhos assim que começa o show e só abre quando acaba, nem vê o que se passa, fora os u-hu-huuuuuuu que ela solta a cada dois minutos.A Núbia, por sua vez, passa mal a semana toda com dor de garganta, na véspera do show quase desintegra de tanta disenteria, sofre de cólicas menstruais, intestinais, gastro-uterinas, cerebrais e salivares. Mas na hora H ‘incorpora’ e desempenha bem. O único problema é que quando dou uma escorregadinha mínima, uma escorregadinhazinha de nada, sabe aquela coisa?, só meio tonzinho, ela me lança um olhar fulminante. Tenho até tocado com cola na bunda pra não cair do banquinho!A Gadi desaparece a toda hora no meio dos fãs, estou até pensando em colocar uma coleira nela.A Sandra e seu tamborim só comparecem aos shows disfarçados, ela põe uns óculos escuros enormes e joga os cachos na frente do rosto, só a reconhecemos pelo cheiro (ela continua cheirosa).A Rita marca o andamento conforme as batidas do coração dela. Já tocamos Barracão de Zinco taquicárdico, Amélia enfartada, Conselho com arritmia e Trem das Onze com sopro. Só conseguimos chegar ao fim de Coisinha do Pai porque liguei o marcapasso.A Dra. Denise liga a cuíca no 220v e pensa que é uma ambulância fazendo resgate de acidente de trem.A Tati não consegue cantar porque tem sempre um cigarrinho aceso pendurado no canto da boca, e quando termina de fumar simplesmente cospe a bituca ainda acesa. Como tem má pontaria, seu tantan já apresenta doze queimaduras na parte externa e quatro no couro. A Aidée chacoalha freneticamente o ganzá, mais parece operar uma britadeira. No final, queixa-se de dores musculares e estiramento, e ainda diz não saber o motivo!E a nossa empresaria, Grace, então? Diz que quer o cargo de cantora. No último ensaio ela se revelou, cantou, cantou e cantou! (Que a Núbia não nos ouça...)

E você nem sabe o que esta por vir: quando aquela pandeirista-patinadora Érica voltar de Portugal para se integrar à banda, tenho medo da reação do público, dada a quantidade e a qualidade das caretas que ela faz quando toca. Não que nós não façamos umas caretinhas também, mas as dela são únicas, exclusivas, confeccionadas sob medida para assustar criancinhas em noite de lua cheia.

E outra: resolvemos criar mais um cargo para adotar mais uma integrante na banda: ela aparece sempre, não falta a um show, não sabíamos para qual cargo nomeá-la, depois de muitas reuniões resolvemos criar o Ministério dos Puxadores de Saco, e intitulamos a Ariane presidente.A Pereira deixou de ser nossa roadie pra ser nossa TOCSPC, Terapeuta Ocupacional do Controle do Stress e Pânico Coletivo. Ela faz e distribui kits com ingredientes de procedência duvidosa. Só sei que funcionam. É como Doril, tomou, sumiu!A Eliane, por sua vez, ocupou o cargo de roadie e segurança da presidente do fã-clube, Karla, que se tornou a guardiã do espaço reservado à preservação da integridade das componentes da banda (vulgo camarim). Ela não deixa ninguém passar, nem mesmo nós! Precisamos urgentemente de mais um componente no grupo, para intermediar seu contato com o público, antes que ela espante todos os nossos fãs!Quanto a mim, deixo que cada um se manifeste.Obrigada, Nilton, pela atenção, espero não ter tomado muito de seu tempo.Um beijo,Pati.
GALERA, SÓ NÃO VALE DIZER QUE ANDO ESTRESSADA, QUE ISSO JÁ ESTOU CARECA DE SABER, E A CULPA É DE VOCÊS.AMO VOCÊS. OBRIGADA POR MOMENTOS TÃO MARAVILHOSOS. SEM VOCÊS, NADA DO QUE ESTOU VIVENDO SERIA POSSÍVEL."


Engraçado... abduções...
Vou tomar meu dorflex pois até o Walter me judiou...

2 comentários:

Porta Voz disse...

Impossível tocar sem dançar, pelo menos com a parte de cima do corpo, já que estamos sempre sentadas! E as nossas caretas e olhares, qdo ficamos olhando uma para a outra? Até parece paquera!hahahahaha. Só quem tá numa roda prá entender!

satélite abduzido disse...

Com certeza Porta-voz! Até rimos sem dizer nada com os nossos trejeitos! Mas que diverte, ah isto sim, diverte! bjooo