quinta-feira, julho 06, 2006

Walter... me dááá um traabaaalhoooo...

Walter
Antes era:
Existe um filme chamado: Se meu fusca falasse...
No meu destino o slogan até pouco tempo atrás era: Ah, se meu fusca andasse!
Fora os sentenças de meu pai sobre motos. Para ele, ter moto condiz a esta frase: “Jesus te chama”;
Relembrando o que minha amiga, em defesa das motocicletas largou sobre o Waltinho:
“ Andar de moto é Jesus te chama? Então o teu fusca é Jesus te esqueceu!”
Este meu fusca já deu o que falar e anda dando rsrs ...
To passando por um processo muito esquizóide na minha vida. Tenho que me deparar com problemas que jamais imaginaria passar.
Neste caso, o Walter.
Sempre fugi destes detalhes do dia-a-dia.
Mas sozinha, solteira fui obrigada a peitar estes perrengues ‘modernos’.
O Walter, meu amado fusca, já ordenou tantos trabalhos, que quase o dei de presente para as Casas Bahia, pra ver se liquidavam com ele!
Depois de algumas cirurgias mecânicas e elétricas como, por exemplo, o transplante de uma buzina de Santana Quantum no WV e mais uma troca da bateria-mór na “Santa avenida Otto de Misericórdia dos Duros” que ele, o Walter, não me deixou mais morrer em meus caminhos aloprados.
Hoje, saio, solto as tranças pela cidade inclusive passei a ir com ele direto para o meu trabalho!
Tudo na buena...
O engraçado vem aí!
Toda vez que páro numa oficina mecânica ou posto de gasolina aproveito para dar uma de sabida e com astúcia de primeiro escalão no verbalizar apetrechos de carros. Já saio largando:
“- Pode ver a água para mim? Vê se ta bom de água aí, ó!”
Encabulados, vendo uma abduzida, de cabelos louros e, principalmente, MULHER, largam:
“ – Não dona! Fusca não precisa de água!”
Bom... Passa umas semanas e vou num posto da ESSO e vejo aquele arco íris de garrafinhas de óleos automobilísticos de todas as marcas e formas e já baforo pedindo!
“- Oi! Quanto custa? Eu quero um!”
Na mesma hora a resposta:
“Não, Senhora! Seu carro não precisa de óleo porque ele é bibibibibi”, e me enchem de argumentos com palavras como radiador, dínamo, refrigeração ihhhh uma cacetada de vocábulos assombrosos!
Aliás, fui levar o Waltinho para fazer vistoria no DETRAN, hoje. Surgiu um belo exemplar de "Pascoal" para fazer a tal da revisão...checagem ...sei lá no carro. Ele era todo meigo, todo doce, cheio da educação... falando baixo e pedindo desculpas, toda hora pela demora do exame. Eu e Bebê de Rosimery, que estava presente nesta empreitada, só dizíamos:
"- humm, sim...tá... hummm...sim...", só no suspirinho ai aaaaiiii
Waltinho...
Acho que to precisando de um Pascoal na minha vida....

9 comentários:

Porta Voz disse...

E os acessórios encontrados no Walter, não vais postar??? hahahaha

Porta Voz disse...

O Walter não morreu mais??? Esqueceu de sexta??

satélite abduzido disse...

Pois então! esqueci dos soluços das marchas que já o fizeram apagar! sabe o estado da turma aquele dia...o Walter não atura barbeiragem ahahahahah
Só me diga dos acessórios! meu limpa vidros? ahahahah

porta voz disse...

e as meias???ahahahahaha

BB disse...

Que limpa-vidros? Nada disso. Com o Walter a solta a gente passa é o rodoooooooooooooooo mesmo! hahaha

Espectro,"o trocador de óleo" disse...

Eu,quero ser teu Pascoal.Me joga óleo de motor e me chama de "teu gosmentinho".Huhuhuhuhuhu que loucuuuuuura...Rsrsrs.

satélite abduzido disse...

Caracassss! Esqueci de umas meias mumificadas que até hoje nunca soube de quem era ahahahah Bem lembrado Porta Voz!
Sim BB! Walter é museu e gosta mesmo de rodo! FAzer o quê, né?
Espectro, quer ser Pascoal é? Então trata de arrumar um macacão bem chulepento, mãos sujas de graxa e chega mais no Walter que te mostrarei onde é a bateria ahahahah (bah...rsrs me puxei)...
beijinho a todos

Slow,"o eletricista" disse...

Huhuhuhuhu,já estou até dando curto-circuítos.BzzzBzzz.Choques elétricos do Slow.

satélite abduzido disse...

PRECISA DE ÁGUA? AHAHAHAHAH