quinta-feira, outubro 29, 2009

Mulheres brasileiras e a imagem lá fora

A internet é a grande ferramenta do século! Está aí! Aproximando povos de diferentes culturas e também, unindo corações. Quantas histórias já foram contadas. O leque de opções variam com o grau de preferência do usuário. O Netlog veio assim: Com entrevistas, perfis de gostos e hábitos e o que se procura, objetivo e lema do participante. Surgem os visitantes interessados, sempre, seguindo o rigual: perguntando se há MSN para contato. Pessoas do mundo inteiro! Isto que achei um barato! Conhecer cidadãos de outros países. Porém, o que venho descobrindo com estes sites que, em um mês de Netlog(existem outros que eu sei. Cito este de exemplo) a imagem que nós, brasileiras, temos lá fora é assustadora. Isto já me aborreceu muito e me preocupou também em conversas no msn: a banalização pelo sexo. Atrás deste manto todo, existem rótulos sobre o meu país que gostaria de dividir isto com vocês!
Percebemos que, nos últimos anos, a sexualidade imperou na mídia. E, o seu espaço nestes veículos de comunicação ganharam uma força soberba. O que esqueceram é que para toda esta difusão faltou a ética e a coerência. A falta de bom senso tem influenciado tanto na mente dos expectadores que levaram, infelizmente a banalização pelo sexo deixando um lado vulgar e triste para a nossa realidade. Big Brother que o diga! Fazer ‘amor’ embaixo de um edredom, sabendo que milhões de telespectadores o assistiam, não levava a na-da no pudor dos protagonistas! É a própria inexistência da palavra, “respeito”. E aonde entra as brasileiras neste contexto? Bom, não preciso explicar para meus conterrâneos pois já sabem o nosso valor. Meu desabafo é para quem nos vê de fora. A fama vulgar é de doer a alma... A vigor da internet fortaleceu outro segmento: o do sexo virtual. Segundo pesquisadores é assustador o número de adeptos a esta ferramenta. Há todo um contexto de conduta, meio social e psicanálise do pisquê de quem vive ou sente prazer perante a uma tela! E nisto eu percebi em raros bate papos no MSN. Quando via que o assunto era esta, vetava na hora! Contato excluído na hora. Gente! Onde está o lado sinestésico da pele ou da troca de olhar?!! Cadê o toque? Sei lá...tanto cenário por trás que ficaria louca desvendando. O que não permito e o que não aceito é esta imagem que dizem de nós, brasileiras! Me parece que isto não tem fim. Não existe preocupação em estancar, em mudar a imagem do Brasil. Isto é um assunto que merece muito a atenção. Porque a sociedade perdeu os valores e princípios dos nossos tataravós? Por quê?, pergunto. Pela repressão da igreja? Porque depois das guerras surgiu o ‘paz e amor’ do Woodstock? Porque as mulheres resolveram serem iguais aos homens, abolindo, por exemplo, o estereótipo do ‘sexo frágil”? Porque o romantismo saiu da moda? Ou porque família é hoje uma instituição falida? Gente! Socorro! Cadê a Cinderela, a “Uma linda mulher” que conquistou o gélido coração de Richard Gere? Onde está o respeito e o romantismo? Jesus! Me abana porque é muito triste ver este desapego total aos princípios mais nobres que um homem poderia ter perante a uma mulher. Tenho nojo do que a mídia expõe de nós brasileiras. Odeio funk, tenho pavor daquelas saladas fúteis-humanas de frutas: Mulher Melancia, Mulher Moranguinho, Mulher Pêra! Ora bolas! O que é isto???? E o pior: é esta a nossa imagem vendida lá fora... É tem uma parcela, na intenet, triste de homens e mulheres que usam seu próprio corpo, para atingir sua “pseudoliberdade”. Ai! Quanta aberração!
A nossa imagem, lá fora se refere a: Samba, bunda, carnaval(traduzindo: festa da carne) e Pelé! Acordem! Temos muito mais que esta “cultura de banheiro”!
Se houvesse um processo de ética canalizando bem e filtrando, mais ainda, estes devaneios das fantasias, mesmo sendo virtuais, não teríamos esta lama de assuntos; a este tema: sexo. O ser humano está cada vez mais individualista.
Eu protesto e eu não aceito esta imagem de nós!!! Somos mulheres de garra, lutamos muito, somos de fibra, batalhamos muito para sobreviver, temos muito sentimentos, somos sensíveis, gostamos do que nos conforta e acalenta nosso coração. A maioria, deste meu imenso país chamado Brasil, são as mulheres que comandam um lar. Sim! Somos chefes de família! São elas, as guerreiras, o pai e a mãe em relação aos seus filhos. Somos, sim, inteligentes e, também somos comoventemente, ma-ra-vi-lho-sas! E ainda há hipocrisia de nos rotular como objetos do sexo sujo e idiota. Resumo, portanto, para vocês o mantra da brasileira: A verdadeira beleza de nós mulheres, está não só em nossas formas e misturas de raças. Está na personalidade, está nos nossos sonhos, em nossas habilidades e, principalmente na nossa história de vida.

Brasileira sim! Com muito orgulho e, acima de tudo, com muito RESPEITO!
“ O TEMPO DIZ TUDO,QUEBRA REGRAS,NOS PÕE A PROVA,NOS ABRE OS OLHOS E NOS FAZ ENXERGAR QUE NÃO EXISTE NADA MAIS IMPORTANTE QUE O AMOR”...

Nenhum comentário: