terça-feira, dezembro 22, 2009

Que venha do céu




As vezes tenho vontade de me desligar totalmente das notícias do mundo. Ficar offline, apagão, fora da área de cobertura enfim, abduzida mesmo de tudo! É uma enxurrada de notícias lamentáveis que leio e ouço quando me prendo a estes veículos de comunicação. Sim, já havia me queixado, por aqui, sobre o teor dos notíciárioas. Principalmente aquelas notícias que retratam as crianças como as vítimas. O caso do menino de dois anos que teve dezenas de agulhas introduzidas no seu frágil corpinho me deixou estarrecida. A confissão daquele escroto humano, daquele imbecíl e demente padrasto me fez ir as lágrimas vendo a sua confissão: matar a criança aos poucos para atingir a companheira. Tudo isto me enojou. Saber disto é o mesmo de depredar com a nossa alma. Eu evito falar mais sobre este monstro que fez isto com esta criança pois temo expor todas esta minha ira. Pois eu clamo pela justiça de Deus. Minha reza é que esta criança se recupere logo de todo este trauma - se há possibilidade de esquecer esta dor física e emocional. A mídia tem também que dar uma freada. Sempre fui contra a exposição em massa de uma notícia monstruosa desta. Noticiar demais gera alimentar a mente de outros psicopatas soltos por este mundo afora. A prova disto que já existe outro caso de menino com agulhas no corpo. Acho que tem que saber filtrar ou medir o que se publica. Agora, me resta rezar, como faço todos os dias, para que tudo fique em paz no coraçãozinho deste menino. E também vou tentar, por mim mesma, evitar ler algo sobre isto(se bem que eu tento e não consigo). E que venha do Céu a palavra e a justiça de Deus. Que venha Dele para confortar nossos corações, que venha do Nosso Senhor Jesus Cristo a proteção a estes inocentes.

Nenhum comentário: