terça-feira, dezembro 29, 2009

Luar


Há dois dias tenho perdido o sono. Quatro, cinco da manhã meu despertador biológico dá boas vindas ao meu olhar. É com ele que fico petrificada olhando os raios do luar. Ali... ali... tudo corre, navega....muda...

Esta frase de Diogo Nogueira fala um pouco desta minha inquietude noturna...


“Ah, se eu contasse pra Lua
Tudo que eu trago no peito
Tudo que ainda magoa
Dor que me pega de jeito...”

Um comentário:

Vinicius disse...

Fabinha o que está acontecendo com vc a alguns dias que vc tem perdido o sono, será a geladeira cheia de doces hehehehehe !