quarta-feira, março 22, 2006

Até que enfim, um ano!


Hoje completou um ano! Só eu sei, o quanto eu pedi para ver tudo isto passar. Derrubar, abortar, de vez, aquele kit de debilitações espirituais e físicas.
Engraçado, como a gente esquece mesmo...Uns são rápidos...outros levam um tempo. Eu fico no meio, pois sei que minha recuperação foi “dentro do quadro” rsrs
Ficaram, apenas, as boas lembranças. Não do amor! Mas da mais pura e verdadeira amizade e cumplicidade.
Foi, sim, uma relação de doar e receber. Sintonias de pensamentos, eram básicos. Palhaçadas? Diárias... Surpresas gastronômicas... Elogios por coisas banais, por manias ...sempre havia sorrisos e contemplações... E acabou! Normal! Relacionamentos acabam.
Porém, o fim de um relacionamento sempre aglomera uma cesta básica de mágoas e ressentimentos. Partindo desta premissa, surgem as revelações mais egoístas do mundo: “eu fiz tudo por ela” e “eu fiz tudo por ele”.
Uma luta, enfim, uma certa miopia do correto e do errado.
Ficam aí os marqueteiros descasados.
Cada um fazendo a sua propaganda, contando a sua versão. Deixa. Ambos sabem o quão foi válido esta relação. “Eu tive a melhor experiência de casamento, não preciso de cursos” ou, “tu fostes a cereja do bolo...foi bom, maravilhoso mas acabou!”.
Sabe o que parece?
Pegue aquela fita VHS que insistimos em guardá-las carinhosamente(sem passar para cd) e, tente rever... Tente!
A imagem, automaticamente, terá problemas visuais, som ou até mesmo um fundo azul, sem palavras, sem nenhum sinal.
É assim que eu vejo...algo cada vez menos visível, com mais ruídos. O que fica guardado, só as lembranças da alma dirão!
Foi bom!
Valeu!
Torço por sua felicidade e ele sabe disto! Alguém me disse: “ele só conhece pessoas legais!” O prumo se ajustou.
Mas que fique o respeito e o carinho. Que permaneça a verdade de um passado e, a experiência de um futuro.
Hoje(23/3)sairei à noite. Sei muito bem com quem estarei. Meus grandes amigos e pessoas(...)!
Não me julguem...
Sou do verbo, da palavra...
Um fado humano...
Acidez, dureza não são o meu forte. Noiva me advertiu ontem disto. To no curso! Neste blog escrevo o que vem na cabeça. Ontem, com Bebê, Espectro e Noiva foi divertidíssimo. Que turma boa. Eu chego a me indagar se, eu que sou a louca ou, a paciência, em pessoa, pra conviver nesta maçonaria de "malucos com tutano", como diz meu querido Aquino.
O certo, que são bárbaros!.
Aliás será o meu próximo post.
Noiva ficou de me fornecer a foto “El laçador Espectro”. Será o próximo título. Preparem os bolsos para a ceva e o churras neste terreiro do samba.
Espero vocês hoje com a Graça de Deus rsrs

10 comentários:

satélite abduzido disse...

Ah, antes que me indaguem! Esta foto é de 94, tirada pela maravilhosa Noiva! Escolhi ela justamente pelo modo envelhecido que apresenta. Não sou mais assim. Mas boca, nariz e olhos rsrs são os mesmos!
Amigos! Eu estou bem. como falei: Neste blog, falo o que quero e o que penso.
dúvidas? msn(meu amigo arrumou) e EMAEIAM-ME
(para urgências, durante a tarde, SOMENTE, neste):FCF@TJ.RS.GOV.BR OU
(somente à noite): fabinha72@hotmail.com

BB disse...

Hiii. Arrumou um admirador pela web?!? Como se faz isso?!? To com ciúme...grrrrrrrrrrrrr. E indignada por esta porcaria de bloger tá dando pau e não posso postar a aventura de se ir ao estádio sofrer pelo time do coração... ai ai ai.

BB disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
BB disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
BB disse...

Sai deste corpo que não te pertence!!! Será que este post chegou ao teu email ou foi abduzido por alguma entidade no caminho virtual?!? Hihihihi.
Finalmente consegui postar de ontem.
"O inferno é aqui. E é vermelho, pro desespero de alguns..."

Marquês, o Divino disse...

Ah, os amigos... Com licença, Vinícius, "se não tê-los, como sabê-los". Vou ser menos Marquês e um pouquinho mais Donatien, que tem um que de suavidade. Os anos de clausura, prisão e mortes me revelaram formas diversas e sublimes de amor. Principalmente os últimos onze anos dentro de um hospício. Infelizmente, o que restou de mim foi essa interpretação torpe de tudo que disse e pensei. Vejo que festejas, amável Satélite, um ano de encontro contigo mesmo. Alguns chamariam isso de solidão. Mas só os fortes sobrevivem ao encontro consigo. É aquilo que eu sempre disse, não pode nenhuma outra lei ser maior do que aquelas que nascem de forças naturais. Celebra-te a ti como o centro de tudo. Entrega-te ao teu desejo, aos teus sonhos. Não deixas que que te aprisionem. E se o fizerem, salvas tuas idéias. Essas jamais serão sufocadas por barras de ferro ou por supostas ordens divinas, morais ou "legais". Tu és a ordem. Vibro com a tua vitória, pequeno Satélite de rosto de ninfa. Ergo o cálice de Baco em tua homenagem!

satélite abduzido disse...

Marquês, que honra! Soube de sua idade, de sua experiência através do blog da Noiva! Sinto grata ter as tuas sábias palavras num dia tão especial para mim. Dizem que Donatien era destruir o corpo e a alma de qualquer leitor, mas você fala de suavidade. Fui humana, não vivo de orgulhos, não foi esta a minha missão. Mas como digo na apresentação do meu blog, pergunto a quem me lê: gostaria de interpretar meus cinco sentidos girando nesta órbita de um mundo surreal? Tens história, fiquei hipnotizada com tuas palavras. Sobre a foto, ela é antiga de 1994... ]e já nos encontramos no ano de 2006... Tudo muda. Inclusive nossos olhares ...nossas feições... São histórias do destino, não achas? Ficam como uma espécie de pintura rupestre, a quem, muitos terráqueos a chamam de ‘marcas da vida” ou mesmo rugas. Eu tenho o meu ato. Hoje foi um deles. Terei tantos... Mas nunca meu coração foi tão leve como está agora. Ficaram apenas as lembranças. E quem não as tem, né?

Mas me tornei fã de Donatien quando soube que partia desta premissa: “nenhum Deus, moralidade, afeição e esperança deveriam existir, apenas a extinção humana num delírio erótico terminal”

Obrigada por suas palavras, caro Marquês!

BB disse...

Nada melhor do que ter amigos qualificados. Pow, vim aqui reclamar de nosso fogo apagado na quinta-feira. Até, me retirarei temporariamente em ato protesto. Ao retornar de meu exílio, espero encontrá-los e reverter o gato assado. Ahn...em meses também estarei fazendo um ano de alforria. Que momento! Uma vida liberta e libertina...ahn... sou um ser feliz. Definitivamente feliz! Tristeza? Embalam meus momentos poéticos, já que "É melhor ser alegre que ser triste
Alegria é a melhor coisa que existe
É assim como a luz no coração
Mas prá fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
Senão não se faz um samba não". Bjs e bom findi!

Fifuuuuu disse...

Viu só como são os sentimentos... eles nos traem... e vem chuva grossa aí hein, não te apega já te falei, e como está o mal de parkinson hoje hahaha cruzes te alarguei, assim vou ter que ir pra pinel, vcs qdo se junto até o capeta mia fininho hahaha

satélite abduzido disse...

fifuuuuu
Grande Carlinhos! Tu te apavora, né? Não adianta! Somos assim rsrs Vai ter que nos engolir! Eu e a Nete! rsrs
Te apavorei!
Não, não fiquei na tremedeira!
To inteirinha da Silva para outra rodada!
bjo
Satélite