terça-feira, março 28, 2006

Cavernosa


Hoje, me apresento meio cavernosa. Estou tentando resolver meus percalços de 2006. São tantos projetos; tantas etapas... Minha vontade é de resolver tudo como uma massa de panqueca. Colocar, no liquidificador: causas trabalhistas, recadinhos de um 'ser-et', carro, contas as serem pagas e apertar no botão, "ligar"! Deu. Resolvido.Pena que na prática não é assim...
Tudo tem que ser cadenciado.
E eu com a minha compulsiva ansiedade.
O negócio é esperar(e como!), com muita cautela!
Vou apelar para os santos para me manter calma e, aguardar os meses! Partindo desta idéia, manterei tudo como havia planejado!
Meu curso de Oficina Literária com o Assis Brasil vai ficar para o segundo semestre(Queria tanto agora...).
Hoje é a reunião, como todas as terças-feiras, com a Maçonaria dos Ets.
Já ontem, quebrei protocolos das “segundas-feiras”. Fui ao Dado Pub do Bourbon, numa festa fechada para o lançamento da Net Digital.
Assisti a propaganda que começará a ser rodada neste próximo domingo. Ganhei bolinho personalizado, com a marca NET - dividi com minhas colegas. Era de glacê com nozes e mumu- caneco das Meninas Superpoderosas e revista da própria empresa.
A estrutura do Dado era bem legal. Três andares arquitetonicamente perfeitos e muitos canapés e chops por conta da festa.
Mas o que mais curti foi o show. Papas da Língua, em peso! Eles prorrogaram a viagem para São Paulo onde, gravarão o novo cd. Serginho Moáh, era o Sr. Simpatia. Pudera, né? Com a sua cativante alegria, brincou com todos(mais precisamente to-dAs). O engraçado foi quando ele me viu:
“- Tu aqui?”, expressamente surpreso com a minha presença na pista.
Bebê de Rosimery estava, sadiamente, ruborizada por se apresentar na frente do palco.
Eu não!
Dançava e cantava, fervorosamente, as músicas desta banda que eu adoro. Terminado o show, saíram de mansinho, em forma de ‘trenzinho humano’ para que não fossem abordados pelo ferrenho público feminino. Na saída um adeus e um dizer:
“- Fabiiii!”, disse ele na corrida
Valeu por tudo.
Plena segunda-feira, ganhando presentinhos, bebendo e comendo numa festa fechada.
Presente da Noiva!

10 comentários:

a noiva do re-animator disse...

Sou quase uma mãe pra ti, né cabeção?

satélite abduzido disse...

É ...percebestes que até me abracei no teu travesseiro... hoje estou com meus pensamentos...

BB disse...

O bolo comi todo sozinha, porque sou guloooooooooooooooosa...ahn, sim. Quase como o roadie também...que coisa mais lindinha da titia...me apaixonei!

satélite abduzido disse...

Havia esquecido do roadie rsrs

BB disse...

Já falei que te acho um barato?
É, acho mesmo. Adoro bater boca contigo! Tu fica brava e eu também...ahn, é uma fábula....ainda saímos abraçadas... já que fomos traídas pelas amantes do Espectro, o Divino...
Pow, vou ficar abstinente do fumacê de quinta...(olha a cacofonia aí). Rá Rá Rá.

satélite abduzido disse...

Não vai então? tá... e o compadre? bjo

Nego Neco disse...

Bah, maió boca-livre é, Satélite? Até parece coisa de jornalista. A senhora já viu que jornalista tá sempre nessas bocas? Se tivesse estudado um pouquinho mais (só um pouquinho), acho que seria jornalista. Mas antes, ia tentar ser veterinário. Gosto mais. Gente é bicho falante, mas que não fala o que era pra falar. E bicho não fala. Qué dizê, fala do jeito deles. E são sinceros. Bichos não fingem. Bichos gostam ou não gostam. Eu curto bichos. Bicho não precisa de terapeuta pra dizer o que ele deve fazer ou deixar de fazer. Cachorro que qué comê a mãe dele vai lá e come. Que édipo o quê!
E aí, dona Satélite, já retomou a órbita das coisas? Nada de ficá zureteando. Se liga, bico de luz!

satélite abduzido disse...

Adorável Nego Neco! Adoro quando dialetizas e vida! Poxa esta do cão... cadela não serei...Como sou uma apreciadora dos felinos, serei uma gata! Mas gatos são tão especiais! Eles escolhem, sim, o que comer onde querem ficar. Não existe gatos em circos... E se um dia existir verás que estão etilicamente adestrados. Acho que vou ser assim...UM BRINDE NEGO NECO! É UM PRAZER ENORME TÊ-LO AQUI! Te acho, sadiamente dizendo, um etezinho também!

Nego Neco disse...

Pois então... Tava eu aqui vendo esse astronauta brasileiro sendo arremessado para o espaço dentro dessa fusqueta metida à besta. Que coisa, né! O espaço, logo, logo, vai virar nosso quintal. Eu acho a ciência o bicho. Agora, vou lhe dizer uma coisa, a espécie humana, no seu modo de vida, diferentemente da ciência, engatinha. Ou seja, o homem que voa em direção ao espaço é o mesmo capaz de enfiar uma faca noutro ser da mesma espécie. Ou, pior, impõe flagelos horrendos a seres da mesma raça. Céu e inferno. Razão e bestialidade, sacumé? Aí, eu lhe pergunto: somos mesmo seres civilizados ou bestas-feras? O que vem antes, o ovo ou a galinha? Se somos tudo isso que a razão quer nos convencer que somos, por que existem as leis? Por que existem os princípios de moralidade? Por que não dissemos de bate-pronto o que nos vem à cabeça? Por que tanto medo do "id"? Que homem era esse que habitava o planeta e que se via movido pelas forças mais puras da natureza? Ele está morto? Ou sobrevive nesses arquétipos que, ainda que de brincadeirinha, construímos para dar vazão aos instintos mais sacanas? Tipo o que fazem e/ou dizem fazer a turma da Noiva e do Espectro. É o que eu curto neles. Bah, acho que essa fome tá me dando barato... Fui-me. Te liga, bico de luz. E olho no astronauta brasileiro e naquele fusca russo metido à besta.

satélite abduzido disse...

E o astronauta reverenciou o Brasil, lembrou de Santos Dumond e tudo. Sei lá se é marco ou não. Eles fazem a história que o mundo chama de marco, evolução. A minha é artesanal, no tricô mesmo...na mais pura essência da simplicidade.
E se virar quintal este papo de evolução e fusqueta induzida( e não abduzida) vou convidar para comer bolinhos de arroz.
Eu seicumé gracioso Nego Neco. é a aberração de uma realidade que vai de contramão a toda esta tecnologia e inovação. E eu só suspiro...por isto que as vezes me vejo perdida...
Seres civilizados ou bestas-feras?
Digamos que unicórnios com cabeça de bagre(como ficaria?)... sei lá Neco....tudo isto dá um nó em minha cabeça...rsrs... Pra descontrair aprecio as 'mentes brilhantes e ensanguentadas" de Noiva e Espectro. Cada macaco no seu galho! ops! Cada doido no seu teclado...
te adoro...imagina o churras que não seria! A Noiva tá armando!
com carinho,
Satélite