terça-feira, junho 09, 2009

Lição de vida...




Hoje resolvi falar de uma família muito especial. Taí. A gente se surpreende com o destino. Mal eu sabia que, quando cruzei pela primeira vez com estas loucas mulheres da Família Leite teria uma lição de vida. Os primeiros sinais começaram em 2005, depois de algumas turbulências minhas, morando em um apartamento sozinha elas já demonstravam solidariedade e prestação de ajuda, caso precisasse. Nunca estive sozinha, esta é a grande verdade. Sempre fui amparada por elas. Desde uma palavra amiga a uma troca de copos de açúcar por sal(coisa de vizinhas!). E foi com o nascimento do meu pequeno João Vicente que tive minha grande lição de destino. Uma já era por estar sendo mãe. Eu achava que nunca seria mãe. Ainda mais solteira de um relacionamento kármico, mas fundamentado que cada um teria a sua vida. E foi com estes anjos humanos que tive, pelo tempo que morei naquele apartamento da zona sul, o prazer de ter a companhia delas. Tinha noites que nem queria que elas fossem embora tamanho o meu conforto e acalento que sentia delas perante a mim e ao meu filho.
Foram mães, foram avós, madrinhas, irmãs... foram babás enfim, amigas de madeira de Lei para todas as horas, paus e obras... Vez que outra aconteciam alguns repés por contratempos de vida e filosofias de pensamentos. Mas nunca deixaram o João Vicente e eu sozinhos. Isto aliviava a todos, inclusive o pai do meu filho que percebia o amor puro delas. Foi tanto amor que recebi desta família que hoje me deu vontade de registrar aqui, em meu blog.
O João Vicente nunca mais esquecerá o cardiograma destas duas duplas aí: Mamãe Ana e tresloucada filha Thaís, Tatá como o JV gosta de chamar. Tatá, dinda de casa que até hoje não se fez a cerimônia religiosa. Mas fica assim: é a dinda de coração do Joãozinho. Ele amava as famosas ‘baldas” de embalos para dormir. Era um balanço tão gostoso que mergulhava num sono profundo que, de longe, se escutava o ressonar de sua respiração. Foram elas que zelaram, com todo amor que este mundo pode oferecer ao meu anjo. Hoje, nem eu nem elas moram mais lá naquele condomínio cristalizado de histórias inesquecíveis em lagoas de lembranças....
Esta família Leite ganhou um integrante masculino, que deu mais(ainda) vida e luz para a famosa Casa das Três Mulheres.
E chega de mulher, né? Rá!
Fica aqui, o registro de uma visita surpresa delas em meu trabalho. Fiquei tão lisonjeada e que fizeram questão de registrar. Em seguida foram à creche onde estavam o meu travesso lanchando.
Agora, depois de pouco tempo em Bento Gonçalves, esta família cigana do Clã by Leite’s irão desbravar a ilha manezinho de Santa Catarina.
Desejo sorte, paz, muita paz, saúde e sucesso no projeto de vida deles.
Sentiremos saudades, sempre
Fabi e João Vicente

Um comentário:

thais disse...

Fabi..Fabi..Fabi! Já não é a primeira vez que tu nos faz chorar com as tuas lindas palavras, mas estas com certeza foi a mais Linda de todas..
Vamos estar sempre juntas, unidas como falei antes, não importa aonde eu estiver morando.
AMO Muito Você e meu Alemão..