quarta-feira, fevereiro 08, 2006

Praia da Costa: a moça bonita e o cego










Hoje acordei cedo, abri a janela e aquele marzãããooo, na minha frente que já estava me hipnotizando. Desci os nove andares e fui rumo ao mar. No que coloquei meus pés na areia “os moços” capixabas já me abordaram oferecendo água de côco, cadeira e guarda-sol.
Porra!, pensei.
Impossível ficar estressado por aqui...
Fiquei a manhã inteira...lendo, contemplando a natureza... falando sozinha(Calma gente! Falando internamente, com o meu Eu, ta? Que profundo isto...)
Dei as minhas cochiladas pós mergulhos e 'viajei' no que há de melhor nesta terra.
Pensei muito na minha vida, em quem poderia estar ao meu lado...na minha realidade boa e curti estas exclamações que o destino nos dá.
Quem diriiiiaaaa!!!! Fóóófinha dando um trabaaaalho para meus amigos Grazi e Zaneti rsrs
Situação galera! “Pres-tenção”, como diria a nega Marta. Em pleno fevereiro, sozinha numa praia? Olha o que foi o meu 2005? Realmente o mundo dá muitas voltas... Este destino...rsrs...
Meio-dia. Sol lascando na pele, resolvi subir no apartamento e almoçar com o ‘figuraçaa’, do Zaneti. Comi um peito de peru ‘sadia’enrolado no bacon, salada e arroz de gorgonzola com pêras! Melhor que restaurante!
Esperei as horas passarem, vendo programas e o noticiário da região.
Mais tarde, resolvi caminhar.
Mudei a rota e segui para outra praia.
Saí da praia de Itapuã e fui rumo a Praia da Costa.
Caminhando, à sombra de coqueirais, em calçadas lapidadas, em formato de ondas, por verdadeiros mosaicos cariocas fui fragmentando meus pensamentos junto com o vento... Decidi muitas coisas nesta andança.(tanto de ida, quando de volta...mais ou menos uns 4km). Revi conceitos, lembrei de situações que passei, neste, janeiro e reservei várias conclusões do meu eixo amoroso e trabalhista. Nada de projetos... Apenas teorias e fundamentos de minha Vida.
Finalmente, cheguei à Praia da Costa.
Enquanto a praia de Itapuã as ondas são violentas na beira da praia e, tombadas; a Praia da Costa já é o contrário. Ela é uma verdadeira piscina natural. Tem o estilo da ‘nossa Canasvieiras catarinenses’, mas com requintadas mini ilhas nos quatros costados do mar. Um luxo. A água é geladérrima. Mas eu gosto! Gosto, porque acaba de vez, com o calor no corpo e relaxa os músculos. Ali fiquei. Curti a tarde toda, observando os banhistas, as crianças(tinham muitas) e a pororoca de sotaques. Aliás, achei que encontraria, às pencas, os mineiros... No entanto, o que mais me chamou atenção foi a presença cativante dos cariocas! Aqui todos são simpáticos.

Porém neste observatório todo surgiu um cego...
Todos os banhistas estavam observando a sua ânsia de entrar no mar. Ele recuava toda hora...talvez medo, receio...isto chamou a atenção de todos. Porém, ninguém tomava a atitude de ir lá, e ajuda-lo a entrar na água. Fiquei preocupada pois, na Praia da Costa, o mar é manso..Porém, mal entrou na água, já se encontra numa espécie de canal.
Eu como gosto de nadar, adoro ir ao fundo, ficar pedalando, nadando, contemplando o manto sagrado de Iemanjá, não teria problemas. Curto tanto isto, por me deixar calma e em paz que, realmente confesso, meus ilustres momentos de abdução.
Bom, vamos voltar ao cego.
E o cego? Será que nadaria também? Não parava de indagar isto...

Foi quando decidi ir em direção a ele para leva-lo ao mar. No exato momento, apareceu uma moça muito bonita, de cabelos longos que fez sinal a todos que ela o levaria ao mar. Levou e lá ficaram. O tempo foi passando...passando... e o macharedo todo, da praia, tava só analisando a curtição do cego com a moçoila de biquíni estampado e com jeito simpático. Era um casal bonito de se ver. Deram-se as mãos e ali ficaram...
Para a minha surpresa, surgiu uma outra jovem.

Estava com a sua filha e, ali, observando o cego e a moça comentou para alguns ‘ratos de praia’ que o cego não tinha nada de cego. Pois ela, mesma, antes mesmo de minha chegada à praia, disse à galera presente, que, pela manhã, também havia ajudado o cego. Relatou que o moço sem visão acertou subitamente a cor do biquini dela e a cor de seus olhos e, ainda, perguntou se ela era solteira rsrs
Hahahahahaha!
Foi a gargalhada total. Né, que o cego não largou da moça bonita de biquíni estampado?
Esperto...
E eu que iria ajudar rs...
To vendo de tudo.
Percebi que, aqui, todo mundo conversa com todo mundo...é um tal de “convercê” que nooossa!
Aliás, hoje passei por uma turma de garotas e uma disse: “Olha a menina de Póóóórto Aleeeegre!”
Ops! Eles lembram! Eram umas gurias que havia conversado ontem!!! Puh!
Pelo menos os canelas verdes não são etes!




4 comentários:

Luiz Alberto Machado disse...

Oi, linda, tô na área conferindo as novidades e adorando tudo.
Beijabrações
www.luizalbertomachado.com

Carrie disse...

e aí maluca??? lugares lindos, relaxando...que mudança hem??? espero que voltes renovada.com muitas novidades...bjs saudades

a noiva do re-animator disse...

Que foi que tu fez pra fazer esse texto ficar "selecionável" e exibir uma foto?
Eu quero.
P.

satélite abduzido disse...

Luiz Alberto é um imenso prazer ler suas mensagens! Sou tua fã!
Tânia! To maluca aqui mesmo! Eu merecia estas férias... não vou justificar com chorumelas,mas merecia...vou voltar renovada e me programar para voltar de novo!
Noiva! Sobre o texto ficar selecionável foi manetear num laptop sem mouse... acabou dando isto...forças extras-virtuais... beijoooooooo